Entretenimento

Com novidades do cinema e documentário, Comic-Con começa nesta quarta em San Diego

Estefani Medeiros/UOL
Ônibus circulam pelas ruas de San Diego com propaganda da série "True Blood", um dos destaques desta edição da Comic-Con (10/7/12) Imagem: Estefani Medeiros/UOL

Estefani Medeiros

Do UOL, em San Diego (EUA)

11/07/2012 09h34

Ônibus e trens decorados com as séries do momento, fachadas de prédios tomadas por pôsteres de lançamentos de filmes e fãs na porta do San Diego Convention Center declaram: a cidade nos EUA está pronta para receber mais um ano de celebração da cultura pop na Comic-Con. 

A convenção é aberta nesta quarta-feira (11) e até o dia 15 de julho tem como destaques os bastidores e curiosidades de “O Hobbit”, novo longa de Peter Jackson, a despedida do elenco teen da saga “Crepúsculo” do último filme da franquia e as primeiras imagens de “Homem de Ferro 3”. 

Trailers de "Comic-Con – A Fans Journey"

No universo dos quadrinhos, comemorações importantes como os 50 anos dos principais personagens da Marvel e temas como os novos heróis gays também serão assunto da feira. Robert Kirkman, criador da série “The Walking Dead”, comemorará seu 100º quadrinho com uma grande passeata zumbi.

Para o documentarista Morgan Spurlock, diretor de ˜Comic-Con – A Fans Journey", a ideia da convenção –que foi realizada pela primeira vez na década de 70-- está longe de morrer. ˜Eu acho que a Comic-Con continua tendo como alma os quadrinhos. As pessoas estão lendo mais, comprando mais livros. Com a possibilidade de usar aplicativos, leio muito mais agora do que quando era criança", justifica, referindo-se à migração das revistas do formato em papel para os dispositivos digitais.

Em seu documentário sobre a convenção, lançado apenas nos Estados Unidos, Spurlock tenta mostrar com 10 personagens uma amostra de quem são os visitantes das feira. Isso inclui desde ilustradores tentando vender seu trabalho a um jovem que pede a namorada em casamento no evento. 

Nerd confesso e um dos milhares de visitantes anuais da Comic-Con, Spurlock diz que o grande sucesso do evento gira em torno de “acreditar no amor geek”. “Os quadrinhos trazem uma esperança que nunca vai embora. Os artistas e escritores estão fazendo arte e é arte porque eles mostram o melhor de nós, o que faz a humanidade boa e grandiosa”, comenta. “No final das contas, o que a gente para pra pensar é nisso: encontrar alguém que ame as mesmas maluquices que a gente ama”, finaliza.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo