Entretenimento

Virada Cultural terá shows de 51 humoristas de stand-up comedy; veja os destaques

Divulgação
Os humoristas Rafinha Bastos, Tom Cavalcante e Danilo Gentili são destaques na programação de stand-up comedy da Virada Cultural Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

30/04/2012 10h42

Sucesso na edição de 2011, o stand-up comedy volta na Virada Cultural 2012 em um espaço maior. Enquanto ano passado, os shows aconteceram no Viaduto do Chá, a céu aberto, este ano, o palco fica na Praça da Sé, no centro de São Paulo.

A programação conta com 51 humoristas, que se apresentarão das  20h do sábado (5) até às 17h30 do domingo (6). Entre as atrações estão humoristas precursores do gênero, como Danilo Gentili, Rafinha Bastos, Oscar Filho, Rafael Cortez e Fábio Rabin.

Outra novidade desta edição é a presença de Tom Cavalcante abrindo o palco com um show de meia hora, às 20h. “Ter um comediante consagrado como o Tom neste evento é a confirmação de que o stand-up está consolidado”, diz Fábio Silvestre, responsável por escolher os humoristas para o palco stand-up comedy da Virada.

Silvestre, que atualmente integra o elenco da “Praça É Nossa”, comemora a permanência do gênero cômico no evento, dizendo que os comediantes se surpreenderam com a recepção e aprovação do público no ano passado.

“Quando nós (comediantes e humoristas) nos encontrávamos dizíamos: este ano a gente alcança o ápice e isso passa. Mas agora sabemos que cada dia mais a comédia stand-up está estabelecida no Brasil”, diz Silvestre.

Para Silvestre, há grande expectativa da plateia e dos humoristas em torno das apresentações na Virada Cultural, aonde o público de um show chega a 10 mil pessoas.

“Como diz o Danilo Gentili: o stand-up virou rock’n’roll”, afirma Silvestre, contando que em 2011 se preocupou com a possibilidade dos espectadores da Virada não entenderem as piadas. “Mas isso não aconteceu”, garante.

O repórter do “CQC” Maurício Meirelles, que se apresentará às 23h30, conta que em 2011 foi para o centro de São Paulo com um “texto mais popular” também temendo não ser entendido.  

“O mais legal é quando a gente vê que a piada funciona”, diz Meirelles, que pretende apresentar o mesmo texto que costuma usar em shows para 300 pessoas em clubes fechados. “A gente descobre que o grande público gosta, sim, de piada elaborada”, completa.

A expectativa dos organizadores é que o palco Stand-up Comedy atraia cerca de 100 mil pessoas na Virada Cultural.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo