Entretenimento

Vocalista do Vanguart indica roteiro para curtir Cuiabá, cidade onde o músico nasceu

Santarosa Barreto/Divulgação
Na visão humorada de Helio, o calor de Cuiabá é o "símbolo cultural da cidade" Imagem: Santarosa Barreto/Divulgação

Danilo Poveza

Do UOL, em São Paulo

20/01/2012 07h00

Para Helio Flanders, vocalista do Vanguart, janeiro começou de maneira intensa. Na semana passada, esgotaram os ingressos para vê-lo se apresentar com a pianista Cida Moreira em São Paulo. Neste fim de semana, há shows do grupo marcados em Gama (DF) e Brasília, em pleno Teatro Nacional.

Entre as apresentações, Helio indicou ao UOL um roteiro que apresenta Cuiabá, a cidade onde nasceu e cresceu. A rotina da capital do Mato Grosso é mais tranquila que a de shows do Vanguart, mas guarda opções deliciosas para qualquer turista interessado em comer bem, curtir a natureza ou a boa companhia boêmia dos cuiabanos. Anote e programe-se.

 


:: Onde escutar música ou assistir a um show

“O Sesc Arsenal tem sempre uma excelente programação de shows no teatro e no pátio, além de exposições e filmes.. Sempre uma pedida para encontrar amigos também.”

Vai lá: Sesc Arsenal (R. Treze de Junho, sem número, Centro. Tel.: 0/xx/65 3611-0550). Informações: www.sescmatogrosso.com.br

 

Bar do Lucius do Caju

  • Fbio Motta
  • Fabio Motta

    O point boêmio (acima) não fecha até sair o último cliente; cortesia do proprietário, Lucius (abaixo)

:: Lugar para encontrar os amigos e beber

"Se você está numa pegada um pouco mais social clássico, tipo encontrar amigos por acaso, a Praça Popular nunca falha, com uma infinidade de bares e restaurantes. Já uma pedida um pouco mais roots e 'boteco-original', tem o Lucius do Caju, com atendimento do próprio Lucius, um ícone da boemia cuiabana."

Vai lá: Bar do Lucius (R. Estevão de Mendonça, 914, Quilombo. Tel.: 0/xx/65 9281-5634). Terça a sábado, a partir das 18h até o último cliente.

 

:: Passeio que recorda a sua infância

“Eu costumava descer o Rio Cuiabá até chegar no município vizinho de Santo Antonio do Leverger para pescar, de cima do barranco mesmo, com varas de bambu. Brigas homéricas com pacus, peraputangas e dourados, alguns anzóis perdidos mas muitos banquetes em casa após as pescarias e juro que não é conversa de pescador!”

 

Peixe ao estilo cuiabano

  • Divulgação

    Pintado com crosta de castanha e pacu recheado com farofa de couve são algumas das opções

:: Onde comer o melhor peixe da cidade

“Acho que de todos os passeios em Cuiabá esse é o mais importante (risos). O peixe no estilo cuiabano você não encontrará igual em nenhum lugar. Uma opção de alta classe é a Lélis, uma peixaria que consegue unir o tradicional e o moderno, passando por Feijoada de Jacaré, peixes recheados, entre outras coisas praticamente surreais e o principal, deliciosas. Um roteiro mais clássico é a "Rota do Peixe", com restaurantes na beira do Rio Cuiabá onde você pode saborear um rodízio de peixes embaixo de uma mangueira. A única ressalva é que até março estaremos no período da Piracema, a época de desova, onde não se pode pescar para preservar a diversidade dos peixes da região, então os peixes consumidos vêm de tanques e cativeiros."

Vai lá: Lélis Peixaria (R. Mal. Mascarenhas de Morais, 36, Duque de Caxias. Tel.: 0/xx/65 3322-9195). Segunda a sexta, das 11h30 às 15h e das 19h à meia-noite. Sábado e domingo, só almoço. Informaçôes: www.lelispeixaria.com.br

 

"Tá d´áqui" o bolinho de Dona Eulália

  • Luiz Marchetti

    No quintal da própria casa são feitos os bolinhos de arroz mais famosos de Cuiabá, por apenas R$ 2

:: Passeio para fazer em um dia chuvoso

“Cuiabá tem as tradicionais casas de "chá-com-bolo", como a Casa da Dona Eulália, com delícias típicas como bolo de queijo, guaraná ralado, bolo de arroz, pixé.. Vale a pena para comer e conhecer o famoso e inesquecível sotaque cuiabano.”

Vai lá: Casa de Dona Eulália (R. Professor João Félix, 470, Lixeira. Tel.: 0/xx/ 65 3624-5653) Terças, quintas, sábados, domingos e feriados, das 5h às 11h. Bolinho de arroz: R$ 2. Café e chá: R$ 1 (serviço à vontade).

 

:: Passeio para aproveitar o calor

“Isso não é opção em Cuiabá! (risos) Você precisa de quinze minutos na cidade para perceber que o que deve ser feito é fugir do calor que, inclusive, é o maior símbolo cultural da cidade! Eu sugiro uma ida ao clássico Choppão, restaurante tradicional com muitos ventiladores e borrifadores de água, com o melhor chopp da região.”

Vai lá: Choppão (Praça Oito de Abril, sem número, Goiabeiras. Tel.: 0/xx/65 3623-9101). Aberto 24 horas. Informações: www.choppao.com.br

 

:: Passeio para levar um turista e impressionar

“Não há como ir para Cuiabá e não passar pelo menos um dia nas cachoeiras da Chapada dos Guimarães, a quarenta minutos da cidade. Um alívio para o calor e um refresco pra alma numa das paisagens mais bonitas do mundo.”

  • Reprodução Sedtur MT/Ecoviagem

    A Chapada tem passeios em cachoeiras, cavernas e um Mirante para se chegar de carro

Vai lá: A Chapada dos Guimarães está a 65 km de Cuiabá, pela Rodovia Emanuel Pinheiro (MT 251). A empresa Rubi faz o trajeto a partir das 6h30 até 19h. Passagem: R$ 13,05. Tel.: 0/xx/65 3301-1280. Informações: www.chapadadosguimaraes.tur.br

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo