Entretenimento

Circo da China abre temporada de "Sky Mirage 2" com versão ocidentalizada do espetáculo

ESTEFANI MEDEIROS
Da Redação

20/07/2011 21h01

Também conhecido como Shenyang Acrobatic Troupe, o famoso circo chinês abre a temporada do espetáculo "Sky Mirage 2" no Brasil nesta quarta-feira (20) em São Paulo, onde fica em cartaz até 7 de agosto.

O grupo, que completa 60 anos em 2011, apresenta a história de uma ave chinesa em busca da luminosidade do sol com 15 números de acrobacias. 

O Circo da China faz parte de uma tradição milenar das dinastias Qin e Han, mas na versão que chega ao Brasil, o diretor do espetáculo An Ning diz que é feita uma adaptação. "Para agradar o público procuramos elementos ocidentais que facilitem o entendimento do espetáculo", explica.

Segundo Ning, a fusão com a cultura ocidental começou por volta de 1986, quando fizeram a primeira apresentação na Europa, e para a ocasião, começaram a buscar referências externas ao país de origem. 

Os espetáculos demoram cerca de um ano para ficar prontos. Para compor as estruturas de círculos e pêndulos para os acrobatas, Ning diz que usam "20% de tradição e %80 de recursos modernos". Ele define que tradição são utensílios como pratos e copos que fazem referência ao cotidiano da cultura chinesa e a tecnologia vem na iluminação e projeções no palco. 

Na primeira cena apresentada para a imprensa nesta quarta, os acrobatas erraram diversas vezes. Como lidam com os erros? "Eles ainda estão acostumando com o fuso-horário. Mas a orientação é continuar, não importa o que aconteça", diz Ning. Caso surja algum acidente durante os ensaios, eles contam com uma equipe de médicos de plantão. "É difícil usarmos esse recurso. Os números parecem perigosos para quem vê, mas os artistas são muito bem treinados, é um processo natural", completa o diretor.

Além dos 15 números apresentados, a trupe tem mais quatro na manga caso o teatro não suporte a estrutura criada para o palco. Dentre os 50  acrobatas que se apresentam no Brasil, 12 são crianças menores de 16 anos, além de homens e mulheres. 

Disciplina
Os artistas chineses começam a carreira cedo. Com 7 anos já entram na escola em período integral e revezam os estudos com aulas de circo. Dois anos depois já podem integrar a trupe de 150 acrobatas que fazem parte do grupo chinês onde ficam no máximo até os 40.

Em "Sky Mirage 2", o mais novo deles tem apenas 7 anos. Vestido com fantasia de dragão, o pequeno Zhang Rong Ke faz sua primeira viagem internacional com o circo para o Brasil, e tímido, diz que quando não está dando piruetas no ar gosta de jogar videogame, assistir filmes e desenhos japoneses. 

Ao lado dele, está Niu Zhou Jing, de 11 anos, maquiada com um delineador preto e um colant com detalhes vermelhos. Ambos ficam longe da cidade natal por até 4 meses durante a turnê, mas encontram nas acrobacias e nos aplausos do público um refúgio para a saudade da família e amigos. 


"SKY MIRAGE 2"
Onde:
Credicard Hall (Av. das Nações Unidas, 17.995 - Santo Amaro. Tel.: 0/xx/11 4003-6464)
Quando: De 20/7 a 7/8/2011
Quanto: Os valores variam de acordo com os dias da semana. De terça a quinta os ingressos são mais baratos e vão de R$50 a R$120 e de sexta a domingo vão de R$70 a R$160. Mais informações podem ser obtidas no site da Time For Fun

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo