Entretenimento

Filha de dona Canô diz que problema da mãe pode ser processo alérgico

Marco Aurélio Martins/Ag. A Tarde/Futura Press
Dona Canô, mãe de Caetano Veloso e Maria Bethãnia, em seu aniversário de 103 anos Imagem: Marco Aurélio Martins/Ag. A Tarde/Futura Press

HELIANA FRAZÃO

Colaboração para o UOL, de Salvador

09/07/2011 17h34

O quadro de saúde da matriarca da família Veloso, dona Canô, de 103 anos, permanece estável, segundo a filha e escritora Mabel Veloso. Dona Canô foi internada na quinta-feira, 7, reclamando de dores abdominais e dificuldades para respirar. Mabel afirma que, embora os médicos ainda não tenham chegado a um diagnóstico preciso, há suspeitas de que os desconfortos apresentados por sua mãe sejam decorrentes de um processo alérgico.

“Nessa idade vem tudo junto, minha mãe respirou fumaça nos festejos juninos, em Santo Amaro, onde esses festejos são muito bonitos, e ela gosta de participar de tudo. Isso pode ter desencadeado esse problema”, contou Mabel. Segundo ela, a matriarca está recebendo o carinho de todos os filhos, à exceção de Caetano e Roberto, que ainda não chegaram à Bahia. Caetano, em razão de compromissos profissionais, é aguardado entre este domingo e a segunda-feira.

 “Bethânia já está aqui. Ela é muito cuidadosa com a nossa mãe, como todos nós. Como ela está numa unidade semi-intensiva, nós nos revezamos no acompanhamento. Agora, por exemplo, quem está com ela é minha irmã Clara”, comentou.

 Mabel contou que dona Canô tem se alimentado bem, à base, principalmente de sopa, suco e frutas. “Ela sempre come de tudo, não tem esse negócio de regime com ela”, destacou, acrescentando que a mãe está sentido falta apenas do pãozinho de todo dia. 

O mais importante, na opinião da escritora, é que a mãe está tranqüila, aceitando bem esse período de hospitalização. “Mas está sempre muito atenta, querendo saber sobre tudo, se nos alimentamos, se dormimos bem. Essas preocupações de mãe”, acrescentou.

Ela explicou que a opção dos médicos por deixá-la numa unidade semi-intensiva deve-se à idade avançada de dona Canô, como forma de preservá-la das visitas dos muitos amigos (o que poderia provocar cansaço), e também uma maneira de proporcionar acompanhamento médico permanente.

“Graças a Deus ela tem melhorado, o que nos deixa bem mais tranqüilos. Pedimos apenas a todos que gostam de minha mãe que rezem para ela voltar logo a Santo Amaro", disse Mabel, citando a cidade onde mora dona Canô, distante cerca de 80 Km de Salvador.

Leia abaixo o boletim médico divulgado na manhã deste sábado (9):

"A paciente Claudionor Veloso (Dona Canô), 103 anos, internada na UCI (Unidade Cardiovascular) do Hospital São Rafael, no dia 07/07/2011 com traqueobronquite e dor abdominal, encontra-se estável com melhora do quadro respiratório, com os dados vitais normais, lúcida e orientada, respirando espontaneamente. Evolui bem com a terapêutica instituída. Encontra-se melhor do quadro da dor abdominal e realizará hoje nova tomografia computadorizada de abdômen"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo