Entretenimento

Fotógrafo de personalidades dá cinco dicas para tirar bons retratos

Luiz Garrido/cortesia
Retrato de Diego Hypólito feito por Luiz Garrido Imagem: Luiz Garrido/cortesia

ESTEFANI MEDEIROS
Da Redação

23/05/2011 07h00

"Não adianta ter um equipamento bom se não tiver um bom olho", acredita Luiz Garrido, fotógrafo que lançou no último mês o livro "Retratos: Técnica, Composição e Direção". Com a experiência de fotografias feitas para revistas como "Playboy", "Vogue" e "Elle" -- incluindo sessões com personalidades como Lula, Maitê Proença e Oscar Niemeyer --, Garrido deu uma prévia do que está no livro e listou, a convite do UOL, cinco dicas simples para fotógrafos amadores e profissionais iniciantes fazerem um bom retrato.

Conhecer o entrevistado
Luiz Garrido aconselha que, antes de fazer o retrato, o fotógrafo tente "conhecer" o entrevistado: pesquise sobre sua vida e tente captar a essência do personagem. "Todo mundo tem algo que mais gosta, que faz parte da personalidade e deixa isso à mostra. Um bom retrato consegue captar isso."

Equipamentos
“Não adianta nada ter um bom equipamento se o fotógrafo não tem um olho bom”, explica Garrido. "Quanto menos equipamento o fotógrafo levar, menos intimida o personagem e a foto fica mais espontânea. Quem tem máquinas semi-profissionais deve evitar pedestais e muito peso, leve apenas o flash, o fotômetro (se tiver) e boas ideias."

Perceber o ambiente
"Além da luz, é importante que o fotógrafo perceba o espaço como um todo para poder captar o que pode ser montado na foto com o personagem e o que não pode. O que sempre procuramos é um contraste, algo que existe na pessoa que não está evidente."

Dominar o personagem
“Algumas das personalidades que entrevistei estão acostumadas a mandar e não se sentem bem quando pedimos uma pose. É importante conhecer o personagem para achar um jeito de desconstruir a forma que ele se posiciona e pegar uma situação que não está evidente. Nessa hora, o ideal é estar seguro, como se fosse o melhor fotógrafo do mundo. Falar de outras pessoas importantes que você fotografou, fazer ele perder o medo da máquina.”

Fotos espontâneas
“As fotos mais bonitas são aquelas que você consegue perceber que estão naturais, espontâneas. Para isso você precisa conversar com o personagem, deixar ele à vontade. Se ele sabe que está sendo fotografado fica naturalmente desconfortável. Para que a foto saia simples e verdadeira, você pode ir conversando com a pessoa até ela relaxar, quando ela relaxar você bate a foto e está feito."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo