Entretenimento

Brasileiros disputam campeonato mundial de break dance este sábado (27) em Tóquio

Cortesia Red Bull BC One
O b.boy brasileiro Neguim, que está na final de competição mundial em Tóquio, no Japão Imagem: Cortesia Red Bull BC One

Da Redação

26/11/2010 17h34

Dois b.boys brasileiros estão na final de uma competição mundial de break dance que ocorre este sábado (27) em Tóquio. Neguin e Kapu disputam, ao lado de outros 14 dançarinos, a competição Red Bull BC One, que ocorre desde 2004. Nesta edição, a batalha final dos b.boys ocorre no  estádio de Yoyogi, em Tóquio. Em 2006, a capital paulista sediou a disputa final do evento. 

O b.boy Neguin tem 22 anos e é de São Paulo, da crew -- como são chamados os grupos de b.boys -- Tsunami All Stars. Ele participa pela segunda vez do evento. Já Kapu tem 24 anos e é paraense. Ele integra a Amazon Crew. 
 
  • Cortesia Red Bull BC One

    O b.boy paraense Kapu, que disputa competição mundial de break dance em Tóquio, no Japão

A competição em Tóquio define um vencedor por meio da avaliação de um júri especializado, que leva em conta o desempenho dos dançarinos em batalhas travadas entre os competidores. 
 
Estão também na final do evento os b.boys Keyz e Marcio, da França; Airdit, da Alemanha; Just Do It, da Holanda; Taisuke e Toshiki, do Japão; Beast and Kill, da Coréia do Sul; Kleju, da Polônia; Pluto, da Ucrânia; Gravity, Luigi e Thesis, dos Estados Unidos; e Lil G, da Venezuela. 
 
A final do evento pode ser acompanhada pela web, a partir das 8h, no site oficial do campeonato, que terá transmissão ao vivo. 
 
Sobre a dança
O breaking é um estilo de dança de rua caracterizado por três tipos de movimentos: o top rock, feito quando os b.boys estão dançando em pé; o footwork, parte em que os dançarinos estão no chão; o freeze, quando os b.boys páram por alguns segundos em um movimento; e os power moves, movimentos de giro ou acrobáticos.
 
Outras modalidades de dança dentro do universo hip hop são o popping, estilo difundido com o passo "moonwalk", de Michael Jackson; o locking, no qual os dançarinos fazem movimentos rápidos e seqüenciais com os braços; e o rocking, este último mais próximo do breaking, por ter as mesmas influências iniciais, como danças africanas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo