PUBLICIDADE
Topo

Quadro de Van Gogh teria sido furtado por funcionário de museu egípcio

O quadro "Flores de Papoula", de Van Gogh, que foi roubado em agosto de museu egípcio - Ministério Egípcio de Cultura / AFP
O quadro "Flores de Papoula", de Van Gogh, que foi roubado em agosto de museu egípcio Imagem: Ministério Egípcio de Cultura / AFP

Da Redação

27/09/2010 14h00

O ministro do Interior do Egito, Habib al Adly, disse à agência Mena que um empregado do museu de Mahmud Khalil seria provavelmente o responsável pelo furto do quadro de Van Gogh ocorrido em agosto. As informações são do blog "Arts Beat", do "The New York Times".

O furto da pintura, intitulada "Flores de Papoula" e avaliada em cerca de US$ 50 milhões, foi facilitado porque as câmeras de segurança e os alarmes estavam com defeito e não registraram a ação.

Ainda de acordo com a fonte, Habib al-Adly disse no domingo que "muitas circunstâncias em torno do roubo" indicavam que "um empregado do museu participou da ação ou ele próprio furtou o quadro". Ele citou a "localização e o posicionamento" da obra no museu como evidências, mas sem nomear nenhum suspeito.

Ele acrescentou que "os serviços de segurança continuam a tomar medidas internamente e externamente, através da cooperação com a Interpol e vários outros serviços de segurança árabes e estrangeiros" e que o episódio foi uma "lição difícil".