PUBLICIDADE
Topo

Mostra exibe seleção de obras dos últimos 50 anos de Brasília

"Mona Lisa 2" (2010), de Aline Ogliari (tecido sobre isopor; 100 x 100 cm) - Divulgação / Cortesia ECCO
"Mona Lisa 2" (2010), de Aline Ogliari (tecido sobre isopor; 100 x 100 cm) Imagem: Divulgação / Cortesia ECCO

Da Redação

10/08/2010 11h11

Com mais de 200 trabalhos de 180 artistas de diferentes gerações produzidos nos últimos 50 anos, será inaugurada nesta terça-feira (10) a mostra "Aos Ventos que Virão...Brasília (1960-2010)", considerada a maior exposição coletiva já realizada na capital federal.

Trata-se de uma seleção que repassa várias técnicas, entre desenho, pintura, gravura, fotografia, performance, vídeo-arte, instalação, objeto e site specific --obra feita especialmente para o lugar.

Com a curadoria geral de Fernando Cocchiarale e Karla Osorio Netto, a exposição no Espaço Cultural Contemporâneo - ECCO integra a programação de eventos comemorativos pelo cinquentenário de Brasília. Na abertura, vários artistas da nova geração farão performance ao vivo e apresentarão um vídeo-documentário, com mais de 40 depoimentos sobre a arte candanga. A exposição ocupará, além das galerias do ECCO, os espaços públicos ao redor e ficará em cartaz até 18 de setembro.

Entre os trabalhos selecionados, destacam-se os de Alfredo Volpi, Alfredo Ceschiatti, Athos Bulcão, Bruno Giorgi, Douglas Marques de Sá, Roberto Burlemarx, Rubem Valentim e Thomas Farkas, passando por Elder Rocha Lima Filho, Elyeser Szturm, Vicente Martinez, até chegar a Camila Soato, Daniel Burigo, Denise Costa, Polianna Morgana, Taigo, Virgílio Neto, coletivo ENTREABERTO e coletivo Samba.


"AOS VENTOS QUE VIRÃO...BRASÍLIA (1960-2010)"
Quando:
de 10 de agosto (abertura às 20h) a 18 de setembro de 2010
Onde: Espaço Cultural Contemporâneo - ECCO (SCN, quadra 3, Bloco C, Lote 5 --ao lado da concessionária JORLAN). De terça a domingo, das 9h às 19h
Quanto:
Grátis
Informações: 0/xx/61/3327-2027 e site do ECCO.

.