Topo

Entretenimento

Comic-Con termina nos EUA com atrações e "nerds" mais voltados ao pop

Montagem Getty Images / Dan Steinberg / AP
Mark Wahlberg, Angelia Jolie e Sylvester Stallone, atores que passaram pela Comic-Con Imagem: Montagem Getty Images / Dan Steinberg / AP

ADRIANA TERRA<br>Enviada especial a San Diego, EUA

26/07/2010 06h00

Com a presença de celebridades como Angelina Jolie, Scarlett Johansson, Sylvester Stallone e outras dezenas, difícil saber onde está ocorrendo um debate sobre quadrinhos no grande San Diego Convention Center, onde terminou neste domingo (25) a 41ª edição da Comic-Con. É necessário, primeiro, ultrapassar enormes filas nas quais o público pode até mesmo acampar para ver atores que idolatra.

"O pior da Comic-Con são as pessoas que vêm só por causa dos debates de cinema", acredita Gabriel Bá, quadrinista brasileiro que participa há alguns anos da convenção.

  • Adriana Terra / UOL

    Mulher dorme em fila para entrar em apresentação sobre série de TV na Comic-Con (25/07/2010)

A opinião dele reflete o crescimento da feira. Originalmente um evento para fãs de HQs e ficção científica, a convenção que surgiu em 1970 continua com uma vasta programação de quadrinhos, mas ela vem recebendo nos últimos anos atrações cada vez mais comerciais, prévias de filmes e séries que podem -- ou não -- ter algo em comum com o tema original da Comic-Con.

No painel de debates do filme "Scott Pilgrim Contra o Mundo", o diretor Edgar Wright fazia piadas com o fato de se apresentar logo na sequência de Sylvester Stallone e seu "Os Mercenários": "Uau, nunca havia tido que enfrentar o Stallone antes!". O filme de Wright adapta quadrinho homônimo, sobre um jovem que tem uma banda de rock independente e vive em crise com namoradas. Assunto que parece ter muito mais em comum com o público da Comic-Con do que os tiros e explosões de "Os Mercenários". No entanto, a plateia estava cheia para ambas as apresentações.

Fãs de "Scott Pilgrim" ironizavam as pessoas que aplaudiam Stallone e urravam ao ver o ator Terry Crews tirar a camisa. "O que eram aqueles fãs de 'Mercenários'? Pensei em perguntar pro Stallone o que ele acha que está acrescentando na direção de filmes com isso".

Se de um lado parece haver diferenças entre o público que participa da Comic-Con, por outro todos se consideram "nerd" ou "geek", mesmo gostando de filmes de ação ou seriados dramáticos.

No painel de "Glee", este último domingo, o ator Chris Colfer disse se sentir em casa pois é "super nerd", ao que uma plateia de fãs da série sobre um coral de estudantes aplaudia e respondia com gritos.

  • Adriana Terra / UOL

    Enquanto pessoas enfrentam filas para ver painéis de cinema, este homem faz sua performance do lado de fora do evento, em San Diego (24/07/2010)

Nos últimos quatro dias, cosplayers formaram fila em San Diego tanto para ver apresentações de "Lanterna Verde", filme baseado em quadrinhos da editora DC, quanto de "Salt", ação protagonizada por Angelina Jolie.

Rumores sobre mudança de cidade

Enquanto isso, também como reflexo do crescimento da feira, entre os expositores da Comic-Con se comenta a possibilidade de mudança do evento de San Diego para outra cidade. "Ouvi sim algo sobre isso, parece que é por causa do tamanho", diz a vendedora Emily McGuiness.

Segundo reportou o jornal The New York Times, o contrato da feira em San Diego termina em dois anos e cidades como Los Angeles -- onde estão os grandes estúdios de cinema -- e Anaheim estariam interessadas em receber a Comic-Con.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento