Topo

Entretenimento

Brasileiros participam de mostra de arte urbana nos Estados Unidos

Geoff Hargadon/Cortesia MCASD
Trabalho do brasileiro Stephan Doitschinoff (Calma), que participa da mostra em San Diego Imagem: Geoff Hargadon/Cortesia MCASD

Da Redação

20/07/2010 14h35

A arte urbana brasileira está mesmo em evidência no exterior. Até 2 de janeiro de 2011, três representantes do país participam da mostra "Viva La Revolución: A Dialogue With The Urban Landscape" no Museum of Contemporany Art (MCASD), que fica na cidade de San Diego, nos Estados Unidos. Além dos conhecidos Gustavo e Otávio Pandolfo --osgemeos--, Stephan Doitschinoff (Calma) integra a mostra, que conta com 20 artistas (solo ou coletivos) de 10 países diferentes, incluindo o britânico Banksy, considerado um dos principais nomes contemporâneos do mundo.

Os artistas foram convidados a produzir trabalhos para as dependências internas do museu, mas também exibirão suas artes em espaços públicos próximos à instituição. Por conta desta logística, a mostra foi dividida em quatro partes: trabalhos nas galerias do MCASD, comissões públicas, intervenções e espaço colaborativo. Já as técnicas compreendem esculturas, pinturas, murais, desenhos e instalações em locais autorizados, que incluem garagens, túneis, armazéns abandonados e edifícios.

Além dos brasileiros, participam da iniciativa os norte-americanos Shepard Fairey, Mark Bradford, William Cordova, Barry McGee, Date Farmers, Ryan McGinness, Swoon e David Ellis; os franceses Invader e JR; os mexicanos Moris e Dr. Lakra; o português Vhils; o italiano Blu; o sueco Akay; o canadense Faile; o porto-riquenho Dzine e o britânico Banksy.

Biografia
Stephan Doitschinoff, conhecido como Calma, nasceu em São Paulo, em 1977. É um artista autodidata e sua formação foi muito influenciada pela convivência com os mais diversos tipos de crenças e rituais religiosos. Entre 2005 e 2008, morou na cidade de Lençóis, no interior da Bahia, onde se dedicou a pintar muros, capelas e casas de moradores; ação registrada em documentário lançado em 2009. Este ano, Calma participou da mostra "De Dentro para Fora, de Fora para Dentro", realizada no Masp, e também assinou a exposição solo "CRAS (Novo Asceticismo)" na galeria Acervo da Choque (SP).

Paulistanos de 1974, os gêmeos Gustavo e Otávio começaram sua trajetória na arte de rua em meados dos anos 1980, retratando as culturas regionais do Brasil nos muros de São Paulo. Em 1993, osgemeos começaram a participar de mostras coletivas. Seis anos depois, suas criações entraram para o cenário internacional e também do circuito comercial, em países como Reino Unido, França, Alemanha, Portugal, Espanha, Itália, Grécia, Holanda, Cuba, Japão, China, Austrália e nos Estados Unidos.

Em 2007, osgemeos foram convidados para pintar o castelo histórico de Kelburn, em Ayrshire, um dos mais importantes da Escócia. Em 2008, a dupla pintou a fachada, às margens do Tâmisa, do prédio da Tate Modern de Londres. Em 2009, eles inauguraram a mostra "Vertigem", que passou pelas cidades do Rio de Janeiro, Curitiba, São Paulo e Brasília.


"VIVA LA REVOLUCIÓN: A DIALOGUE WITH THE URBAN LANDSCAPE"
Quando: até 2 de janeiro de 2011; quinta a terça, das 11 às 17h, e, na terceira quinta-feira do mês, das 11h às 19h (fechado às quartas-feiras)
Onde: 1100 & 1001 Kettner Boulevard (entre Broadway e B Street), San Diego, Estados Unidos
Quanto: Grátis
Informações:
site do MCASD.
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento