PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Madri proíbe touradas entre medidas para conter expansão da Covid-19

07/09/2020 17h13

Madri, 7 set (EFE).- A comunidade autônoma de Madri proibiu a partir desta segunda-feira as touradas como parte de um conjunto de medidas para conter a expansão do coronavírus que também inclui a limitação de reuniões públicas e privadas para um máximo de dez pessoas.

Até agora, as touradas tinham uma capacidade limitada a 75% de espectadores, e o governo madrilenho chegou a planejar que acontecessem sem público.

As novas medidas incluem a limitação das reuniões, tanto em espaços públicos como privados, a 10 pessoas, embora atividades específicas como cerimônias de casamento ou atividades de trabalho ou institucionais não estejam incluídas.

Os estabelecimentos hoteleiros terão que limitar sua capacidade a 50% no interior, e será cobrada uma distância de 1,5 metro entre as cadeiras de cada mesa de refeição ou evento, e em celebrações e banquetes, locais de culto, cemitérios e funerárias a capacidade máxima diminuirá de 75% para 60% de pessoas presentes.

Além das touradas, estão proibidos espetáculos públicos ou recreativos em recintos e espaços que normalmente não são voltados para essas atividades. Nas celebrações de casamento e demais comunhões, estão proibidas danças, e as pessoas devem permanecer sentadas para consumir bebidas e alimentos.

Estas novas medidas de segurança serão revistas a cada duas semanas para adaptá-las à evolução da pandemia na região, onde os contágios pelo novo coronavírus continuam a aumentar desde o final de julho. A região de Madri é a mais afetada pela pandemia na Espanha, como aconteceu na primeira onda.

De acordo com os últimos dados oficiais, Madri registrou 3.245 casos na sexta-feira - 30% do total contabilizado no país no mesmo dia. A região é também a com o maior número de mortes por Covid-19, com 94 nos últimos 7 dias.

Entretenimento