Topo

Livros e HQs


Escritor italiano Andrea Camilleri morre em Roma aos 93 anos

O escritor Andrea Camilleri - Reuters
O escritor Andrea Camilleri Imagem: Reuters

Em Roma

17/07/2019 05h35

O escritor italiano Andrea Camilleri, um dos maiores expoentes do romance policial no mundo, morreu hoje no hospital Spirito Santo, em Roma (Itália), aos 93 anos de idade, após ser internado por conta de uma parada cardíaca, segundo informações das fontes médicas.

Camilleri, nascido em Porto Empedocle (Sicília), no dia 6 de setembro de 1925, foi internado no dia 17 de junho após sofrer uma parada cardíaca em sua residência, na capital italiana, quando foi submetido a reanimação, e morreu após um mês internado.

Fontes do departamento de saúde de Roma comunicaram que a morte ocorreu às 8h20 (horário local, 3h20 de Brasília) depois que as condições sempre críticas destes dias pioraram nas últimas horas, comprometendo suas funções vitais.

Seguindo os últimos desejos de Camilleri, a família decidiu realizar um funeral privado, enquanto anunciará onde acontecerá a última homenagem.

O escritor siciliano é considerado um dos maiores expoentes do romance policial, especialmente por sua saga sobre o comissário Montalbano, com as quais conquistou milhões de leitores no mundo todo.

Logo após sua internação, o diretor do Departamento de Cardiologia, Roberto Ricci, assegurou que as condições do paciente eram "críticas" e seu prognóstico reservado.

Camilleri começou a trabalhar como diretor de teatro, mas depois adaptou obras literárias para rádio e televisão.

Em 1978, estreou na literatura com a publicação de Il corso delle cose, e o grande sucesso chegou em 1994, aos 70 anos de idade, com A Forma da Água, primeiro romance tendo o comissário Montalbano como protagonista.

A partir daí, Camilleri publicou uma série de romances policiais, sempre tendo Montalbano como personagem principal: O Cão de Terracota (1996), O Ladrão de Merendas (1996), A Voz Do Violino (1997), Excursão a Tindari (2000), O cheiro da noite (2001), Um Giro Decisivo (2003), A Paciência da Aranha (2004), A Primeira Investigação de Montalbano (2004) e Ardores de Agosto (2006).

Outros dos seus títulos são: A Lua de Papel (2007), A Morte de Amalia Sacerdote (2008) e As Asas da Esfinge (2009).

Recentemente publicou Il cuoco dell'Alcyon, atualmente um dos livros mais vendidos na Itália.

Mais Livros e HQs