PUBLICIDADE
Topo

Festival de Berlim lamenta morte de ator que interpretou Hitler em "A Queda"

16/02/2019 15h43

Berlim, 16 fev (EFE).- O Festival de Berlim expressou neste sábado a comoção sentida pela morte de Bruno Ganz, um habitual frequentador do evento e que ficou marcado por interpretar Adolf Hitler em "A Queda! As Últimas Horas de Hitler" e protagonizar "Asas do Desejo", filme de Wim Wenders exibido em versão restaurada pelo evento em 2015 e no qual o ator suíço faz o papel de um anjo que se apaixona por uma humana.

"Hoje temos um formoso céu azul. Tenho a sensação que nada bloqueará a sua passagem no seu caminho para o céu de Berlim", disse o diretor do festival, Dieter Kosslick, em um evento que antecede a cerimônia de entrega dos prêmios neste sábado.

Ganz morreu aos 77 anos em Zurique, sua cidade natal, era amigo pessoal de Kosslick e "um simpático amigo do festival", segundo o diretor, que neste ano se despede do cargo após 18 anos como organizador do evento.

Kosslick lembrou que Ganz compareceu ao Festival de Berlim pelo menos 12 vezes representando algum filme, do total de 20 em que visitou o evento para participar de diversas atividades.

"Asas do Desejo", que deu a Wim Wender o prêmio de melhor direção no Festival de Cannes, em 1987, é um filme emblemático na memória coletiva da capital alemã.

"A morte de Bruno Ganz é uma grande perda para todo o mundo do cinema e do teatro em língua alemã", afirmou o prefeito-governador de Berlim, Michael Müller. EFE