PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Tóquio investiga se grafite de rato segurando guarda-chuva pertence a Banksy

18/01/2019 08h17

Tóquio, 18 jan (EFE).- O achado em Tóquio de um grafite de estilo similar aos do enigmático artista britânico Banksy revolucionou as redes sociais do país e o Governo da capital, que tenta comprovar se trata-se da estreia do artista no Japão.

"Encontramos um desenho de um lindo rato que pode ser obra de Banksy na área metropolitana! Será um presente para Tóquio?", escreveu a governadora da capital, Yuriko Koike, em mensagem publicada nas redes sociais nesta quinta-feira.

O desenho mostra um rato sustentando um guarda-chuva e foi descoberto em uma barra de metal perto da estação Hinode, na área da baía de Tóquio.

As autoridades desta capital souberam da ilustração ao serem questionadas a respeito por um cidadão no final de 2018, mas tal fato viralizou.

A peça de metal sobre a qual foi feita a ilustração foi retirada nesta quarta-feira e transferida a um armazém por temor de que seja danificada pela visita de curiosos, informou nesta sexta-feira a agência de notícias japonesa "Kyodo".

"Fazer grafites é inaceitável. Mas se a imagem for autêntica, devemos preservá-la", disse um funcionário ao citado meio.

A atitude do Governo foi criticada por alguns usuários na rede, que questionarem o fato de ser ilegal fazer grafites no Japão, algo que costuma ser punível com castigos e multas severas para os autores.

Rodeado de mistério pelo seu anonimato e o tom satírico de seus desenhos, Banksy, o grafitero mais cobiçado atualmente, surpreende frequentemente com novos desenhos em distintos cantos do planeta.

A última obra que atribuída a ele apareceu na fachada de uma garagem de Gales (Reino Unido) em dezembro, pela qual um comprador local teria oferecido cerca de 100 mil libras, segundo informaram os veículos de imprensa locais. EFE

Entretenimento