Topo

Entretenimento


Visitas ao campo de concentração de Auschwitz batem recorde em 2018

De Varsóvia (Polônia)

2019-01-04T14:25:00

04/01/2019 14h25

Varsóvia, 4 jan (EFE).- Mais de 2,15 milhões de pessoas visitaram no ano passado o antigo campo de concentração nazista de Auschwitz-Birkenau, na Polônia, o que representa um recorde histórico, informaram nesta sexta (4) seus representantes

No ano passado, foram registrados 50 mil visitantes a mais do que em 2017, quando também tinha batido um recorde de visitas.

Mais de 400 mil visitantes registrados em 2018 foram poloneses, seguidos por 281 mil britânicos, 136 mil americanos, 116 mil italianos, 95 mil espanhóis, 76 mil alemães, 69 mil franceses e cerca de 65 mil israelenses.

Aproximadamente 80% destas pessoas realizaram a visita a Auschwitz-Birkenau acompanhadas por um dos 320 guia oficiais que trabalham, em vários idiomas, no museu localizado nesse local.

O site do museu www.auschwitz.org foi consultado mais de 27 milhões de vezes, enquanto 275 mil pessoas seguem a conta oficial do museu no Twitter e 265 mil no Facebook.

O campo de Auschwitz-Birkenau, situado no sul da Polônia, foi aberto como Museu-Memorial em 1947 e declarado pela UNESCO Patrimônio da Humanidade em 1974.

Calcula-se que durante o Terceiro Reich, os nazistas assassinaram neste local, entre 1940 e 1945, mais de um milhão de pessoas, a maioria judeus, além de ciganos, homossexuais, católicos e presos soviéticos e poloneses.

Mais Entretenimento