PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Tradicional evento entre México-EUA comemora nova edição com restrições

16/12/2018 00h46

San Diego (EUA), 15 dez (EFE).- A tradicional "Posada Sin Fronteras", evento que se realiza de maneira simultânea em Tijuana (o México) e San Diego (Califórnia), comemorou neste sábado sua 25ª edição com o impedimento dos participantes do lado dos Estados Unidos de se aproximar da cerca limítrofe.

Este evento reúne todo ano em ambos os lados da fronteira centenas de pessoas, que têm como única separação a cerca no Parque da Amizade, mas este ano as pessoas em solo americano tiveram que manter uma distância de cerca de 60 metros por ordem da Patrulha Fronteiriça.

"Não importa o quanto longe nos queiram pôr do muro, a resistência continua", disse à Agência Efe Jennifer Guerra Aldana, do Instituto Juvenil Fuller, que considerou "um milagre" que este ano tenha podido fazer a celebração tendo em vista o atual clima político.

O Parque da Amizade, onde todo fim de semana se reúnem famílias que foram separadas por leis migratórias, permanece fechado desde meados de novembro após a chegada a Tijuana da caravana migrante.

"Devido à recente volatilidade, a Patrulha Fronteiriça decidiu que é muito arriscado para a comunidade e nossos agentes realizar (o evento) nessa área este ano", explicou à Efe Eduardo Olmos, porta-voz de Patrulha Fronteiriça em San Diego.

Pedro Ríos, diretor do Comitê de Amigos Americanos de San Diego, lamentou que a decisão transforme esta comemoração "em praticamente dois eventos" separados, devido a que a distância lhes impediu de se escutarem mutuamente, apesar do apoio da equipe de som.

"Inclusive, antes se compartilhava comida, isso também pouco a pouco começou a parar e agora nos encontramos com mais limitações", se lamentou o ativista, embora tenha ressaltado a grande presença de pessoas nos dois lados da fronteira.

O evento é realizado em solidariedade com imigrantes que deixaram os seus países em busca de melhores oportunidades, mas este ano foi dada ênfase nos membros da caravana migrante que esperam sua oportunidade para solicitar asilo político nos EUA.

Como em todo evento, foram cantadas músicas de natal e se degustou comida típica das festas de dezembro, além de prestar homenagem a imigrantes que perderam a vida na sua tentativa de chegar aos EUA.
 

Entretenimento