PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Erro no Facebook expôs fotos privadas de 6,8 milhões de usuários

14/12/2018 18h19

San Francisco (EUA), 14 dez (EFE).- Um erro no Facebook colocou, sem consentimento prévio, as fotos de 6,8 milhões de usuários à disposição de desenvolvedores de aplicativos para a rede social.

A falha, que já foi consertada, foi informada pela própria empresa nesta sexta-feira. Segundo o diretor de Engenharia do Facebook, Tomer Bar, as imagens ficaram expostas por 12 dias, entre 13 de setembro e 25 do mesmo mês.

Quando um usuário permite que um aplicativo terceiro tenha acesso às suas fotos na rede social, a ação se limita às imagens divulgadas na linha do tempo. No entanto, o erro fez com que os desenvolvedores também pudessem ver postagens da função "Stories" e "Marketplace".

Além disso, também foram afetadas pela falha as imagens que os usuários subiram para a rede social, mas que não chegaram a compartilhar com seus amigos e seguidores.

"Sentimos que isso tenha ocorrido. No início da próxima semana lançaremos ferramentas para que os desenvolvedores possam determinar que usuários foram afetados por esse erro. Trabalharemos com eles para eliminar essas fotos", indicou o diretor do Facebook.

Mais de 1.500 aplicativos, criados por 876 desenvolvedores diferentes, tiveram acesso ao erro.

O Facebook garantiu que os usuários afetados serão notificados do problema por meio de um aviso na própria rede social.

O anúncio é mais um capítulo da lista de falhas do Facebook, que vive sob escrutínio público desde a revelação do escândalo envolvendo a consultoria política Cambridge Analytica.

Recentemente, a empresa anunciou que 30 milhões de contas da rede social foram alvo de um ataque. Os hackers tiveram acesso a dados como nome, informações de contato, sexo, idioma, estado civil, local de residência, data de nascimento, emprego, etc.

Os hackers tiveram acesso às senhas de 1 milhão dessas contas, mas não roubaram dados dos usuários, segundo o Facebook.
 

Entretenimento