PUBLICIDADE
Topo

Toquinho "abraça" espanhóis Javier Colina e Silvia Pérez Cruz em São Paulo

08/11/2018 00h33

São Paulo, 7 nov (EFE).- Toquinho "abraçou" nesta quarta-feira em um palco de São Paulo as melodias da cantora espanhola Silvia Pérez Cruz e do contrabaixista Javier Colina, que levaram à cidade seu primeiro concerto a dois.

Com uma mistura de sotaques e estilos, Toquinho, Pérez Cruz e Colina exibiram seu repertório no SON Estrella Galícia, em uma edição especial intitulada "Brasil abraça Espanha", que tem como objetivo a aproximação cultural dos dois países.

Toquinho cantou várias canções sozinho, entre elas sua icônica "Aquarela", e mais tarde, com os três no palco, deixou entrever a sintonia que surgiu entre os músicos no Brasil, segundo contou Pérez Cruz em declarações à Agência Efe.

"Embora não nos conhecêssemos pessoalmente, há algo muito comum. Parecia que estávamos tocando há muito tempo", comentou a intérprete catalã, vencedora do Prêmio Goya por "Ay, ay, ay" no ano passado.

Para Toquinho, a "matemática humana da música" uniu os três artistas de forma "muito natural".

"Estamos aqui com nossos mundos, com tudo o que fizemos nestes anos", comentou o compositor, que ao longo da sua carreira criou mais de 140 canções em parceria com o poeta Vinicius de Moraes.

Silvia Pérez Cruz e Javier Colina, por sua parte, começaram a tocar juntos há uma década e ambos criaram em 2011 o projeto "En la imaginación", uma revisão do cancioneiro cubano tocada sobre um jazz.

"Hoje é o primeiro concerto ou pedaço de comum acordo a dois, porque normalmente fazíamos uma só canção a dois em nossos concertos", explicou a cantora, intérprete e compositora.

O repertório de Silvia Pérez Cruz e de Javier Colina recebeu os elogios de Toquinho, que destacou o "incrível som do contrabaixo e as duas vozes" dos espanhóis.

Além disso, ressaltou a "beleza" que representa a troca de sons em diferentes idiomas e a "mistura" da cultura espanhola e brasileira sobre o palco.