Topo

Filmes e séries


Lady Gaga diz que "1º sonho foi ser atriz"; ouça a trilha de "Nasce uma Estrela"

Divulgação
Bradley Cooper e Lady Gaga em cena de "Nasce Uma Estrela" Imagem: Divulgação

Alicia García de Francisco

Em Madri

04/10/2018 22h48

"O primeiro sonho que tive na minha vida foi ser atriz", revelou com empolgação a multifacetada Lady Gaga, que estrela seu primeiro papel de protagonista em "Nasce Uma Estrela", a grande estreia desta sexta-feira nos cinemas dos Estados Unidos e que chegará ao Brasil no dia 11 deste mês. A trilha sonora do filme foi lançada nas plataformas digitais nesta sexta-feira.

"Fui a uma escola de atuação, estudei o método Stanislavski, mas não era boa nas audições", confessou a artista, que chegou ao estrelato através da música, mas sempre buscou trilhar um caminho na atuação.

Após receber um Globo de Ouro pela participação na série "American Horror Story", Lady Gaga finalmente resgatou um sonho que deixou de lado aos 19 anos.

"Eu sabia tocar piano, cantar e dançar", lembrou a cantora, para quem foi algo natural interromper o sonho da atuação e se concentrar na música.

Cinco álbuns e seis prêmios Grammy depois, esse sonho pôde ser retomado graças à protagonista de "Nasce Uma Estrela", uma personagem que já foi interpretada por Janet Gaynor (1937), Judy Garland (1954) e Barbra Streisand (1976). Até Beyoncé chegou a ser cogitada para o papel.

Mas a entrada de Bradley Cooper como diretor no lugar de Clint Eastwood levou a um giro no projeto. Com isso, o papel acabou nas mãos de Lady Gaga, que dedicou muito esforço a um filme para o qual também compôs a maior parte da trilha sonora com Lukas Nelson (filho de Willie Nelson).

Para o papel, Gaga abandonou temporariamente o cabelo loiro platinado pelo castanho original e abdicou da maquiagem para dar vida à jovem Ally, uma camareira e aspirante a cantora que é descoberta por uma estrela do rock, Jackson Maine (Cooper).

A química entre Bradley Cooper e Lady Gaga surgiu desde o primeiro dia que se encontraram, o que pôde ser facilmente notado na entrevista em Veneza, após a apresentação do filme.

"Quando soube que ela queria interpretar esta personagem, percebi que eu teria que cantar. Era um filme no qual tudo precisava ser tão autêntico como ela é. Ela não conseguiria se comprometer tanto com a história se não fosse tudo tão autêntico. Foi um desafio maravilhoso", afirmou o ator e diretor.

Para a diva, o melhor foi ter Cooper como "um amigo e um companheiro". Segundo ela, "alguém que é verdadeiramente brilhante no que faz".

"Não há nenhum aspecto em que ele não se entregue. Em cada detalhe deste filme, cada ritmo na montagem, inclusive na mistura de música, porque ele até escreveu música para o filme", ressaltou Lady Gaga em referência a faixas como "Black Eyes" e "Outof Time", compostas por Cooper e Nelson.

Questionada se conseguiria conciliar a música com o cinema a partir de agora, Gaga se disse "agradecida" pela oportunidade e não descartou nada: "Quem sabe?", afirmou.

Em seu primeiro filme como diretor, o estreante Cooper afirmou que sempre teve consciência do peso do trabalho a partir do momento em que Lady Gaga entrou para o projeto.

"Desde o início, sabia que seria um caminho longo, maravilhoso e exigente", reconheceu o ator, apesar da quantidade de trabalho a ser feito pela frente.

Entre os risos de ambos, Gaga aproveitou a oportunidade para destacar mais uma vez o trabalho do companheiro, inclusive no aspecto musical.

"Foi eletrizante e arrasador, eu podia sentir a potência dele como ator", lembrou a artista ao falar sobre a primeira vez que viu Cooper cantar para o filme.

Tanto Bradley Cooper como Lady Gaga fizeram shows reais em festivais como Coachella (EUA) e Glastonbury (Reino Unido) para serem gravados para o filme.

Tudo isso para dar veracidade ao filme, um elemento essencial para Cooper, que disse ter como o principal objetivo criar um ambiente seguro o suficiente para alcançar momentos autênticos nos quais Lady Gaga brilhasse. Na opinião do diretor, se "Nasce Uma Estrela" existe, é por causa dela.