PUBLICIDADE
Topo

"O Primeiro Homem" e "Nasce Uma Estrela" aquecem o domingo de Toronto

09/09/2018 17h41

Julio César Rivas.

Toronto, 9 set (EFE).- História, ficção científica e o mundo da música estão protagonizando o domingo do Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF) com as estreias de "O Primeiro Homem", "High Life" e "Nasce Uma Estrela", este último protagonizado pela cantora Lady Gaga.

O domingo no TIFF sempre representa o fim de quatro dias trepidantes e intensos desde o início de um festival de cinema que há anos é considerado a plataforma de lançamento preferida dos estúdios para os filmes que querem chegar fortes ao Oscar.

A 43ª edição do TIFF, que começou no dia 6 de setembro com a estreia do filme da Netflix "Legítimo Rei" e concluirá no dia 16 com "Jeremiah Terminator LeRoy", deve projetar um total de 342 filmes, sendo que, desse total, 254 são longas-metragens.

Embora ainda restem sete dias de projeções, grande parte dos filmes mais esperados deste ano já terá sido projetada quando as salas de cinema voltem a abrir nesta segunda-feira.

As três estreias da programação de hoje se encontram entre três desses filmes que mais geraram expectativa.

"O Primeiro Homem" tem muito dos ingredientes que no passado já agradaram os membros da Academia de Hollywood que concede os prêmios do Oscar.

O filme é uma recriação da vida do primeiro homem que pisou na Lua, o astronauta americano Neil Armstrong que, sob a direção de Daimen Chazelle ("La La Land", 2016), é levado à grande tela pelo canadense Ryan Gosling.

Antes de sua estreia, "O Primeiro Homem" já causou polêmica porque Chazelle decidiu não incluir no filme o momento no qual Armstrong cravou a bandeira americana no satélite da Terra.

Chazelle defendeu sua decisão porque quis concentrar-se nos "momentos privados, desconhecidos de Neil na Lua".

"A bandeira não é um momento privado, desconhecido de Neil. É um momento muito famoso", acrescentou Chazelle recentemente em entrevista concedida ao jornal "Los Angeles Times".

Apesar destas explicações de Chazelle, as críticas continuaram ressoando, principalmente na ala direita da política americana.

Menos controversa, por enquanto, embora carregada com tanto drama quanto "O Primeiro Homem", "Nasce Uma Estrela" é a quarta versão do filme do mesmo título que foi lançado originalmente em 1937 e que nesta ocasião é dirigido pelo ator Bradley Cooper e protagonizado pelo próprio e pela cantora Lady Gaga.

"Nasce Uma Estrela" é a estreia como diretor de Cooper, que hoje reconheceu durante uma entrevista coletiva no TIFF que "sempre" quis dirigir, "desde que era um menino", mas que isso lhe deixava "aterrorizado".

O filme relata o encontro entre Jackson Maine (Cooper), um músico que divide sua vida entre as turnês e o álcool sob a pressão do sucesso e da fama, e Ally (Gaga), uma cantora amadora que tenta a sorte em um bar.

Hoje, Lady Gaga expressou no TIFF sua identificação com os personagens do filme e também falou sobre as pressões às quais são submetidas as estrelas.

"Acredito que a fama é muito antinatural. É importante que guiemos os artistas e cuidemos deles em nível físico à medida que se tornem famosos", declarou a cantora durante a entrevista coletiva do filme.

A terceira estreia do dia, o filme de ficção científica "High Life", está incluída em algumas das listas de produções mais esperadas desta edição do TIFF.

O longa é dirigido pela francesa Claire Denis ("Chocolate", 1988) e estrelado, entre outros, por Robert Pattinson, Juliette Binoche, André Benjamin e Mia Goth.

Em seu primeiro filme em inglês, Denis se centra em um grupo de criminosos que é enviado ao espaço em uma perigosa missão para buscar fontes alternativas de combustível.