PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Comissão Europeia aprova compra do Shazam pela Apple

06/09/2018 11h44

Bruxelas, 6 set (EFE).- A Comissão Europeia (CE) deu nesta quinta-feira sinal verde para a aquisição do aplicativo de reconhecimento de músidas Shazam pela Apple, ao considerar que a operação não terá um efeito "adverso" na concorrência no espaço econômico europeu.

"Após analisar conscienciosamente os dados dos usuários e musicais do Shazam, consideramos que a aquisição pela Apple não reduzirá a concorrência no mercado de música online", afirmou a comissária de Concorrência, Margrethe Vestager, em comunicado.

A decisão da CE chega depois que a instituição realizou uma pesquisa sobre a compra proposta, cifrada em US$ 400 milhões de dólares.

A Apple opera o aplicativo Apple Music, que é o segundo maior serviço de escuta de música online na Europa depois do Spotify. Por sua vez, a britânica Shazam oferece um serviço líder de reconhecimento de canções no mundo todo.

A Comissão indicou que ambas empresas oferecem serviços complementares e não concorrem entre si.

A pesquisa foi realizada para determinar se a Apple obteria acesso a dados comerciais sigilosos sobre clientes ou seus concorrentes no espaço econômico europeu, e se esse controle lhe permitiria influir nos usuários de outros serviços para que mudassem para o Apple Music.

Bruxelas, que recebeu durante sua investigação contribuições de diferentes partes da indústria fonográfica, concluiu que a nova entidade não teria capacidade de excluir os provedores de serviços de música online ao acessar informações comerciais sobre seus clientes.

A Comissão explicou que os dados dos quais dispõe o Shazam não são únicos e que seus concorrentes "ainda teriam a oportunidade de acessar e utilizar bases de dados similares".

Entretenimento