Topo

Teatro e musicais

Morre aos 91 anos o dramaturgo Neil Simon

Michael Loccisano/Getty Images/AFP
O dramaturgo Neil Simon em foto de 2011 Imagem: Michael Loccisano/Getty Images/AFP

Em Nova York

26/08/2018 16h17

O prolífico roteirista de comédia Neil Simon, indicado ao Oscar em quatro ocasiões e que manteve sua presença por muito tempo nas marquises da Broadway, morreu neste domingo em Nova York, onde nasceu há 91 anos.

Simon, que nasceu no Bronx no seio de uma família pobre judia, escreveu para televisão e cinema, mas foi na dramaturgia onde o escritor de "Descalços no Parque" marcou sua presença na Broadway, particularmente entre as décadas de 1960 e 1970.

Em 1966 chegou a ter quatro obras em cartaz simultaneamente, embora nem sempre as críticas tenham lhe tratado bem. Em 2009, por exemplo, uma nova encenação de "Brighton Beach Memoirs" saiu de cartaz após apenas uma semana, segundo lembrou o jornal "The New York Times".

A relação turbulenta dos seus pais lhe levou a viver frequentemente com parentes encontrando refúgio a esses problemas na comédia, que começou a escrever e vender desde que era um adolescente - suas obras foram traduzidas a dezenas de idiomas.

Simon, considerado o dramaturgo do povo porque suas obras mostravam um quadro da vida real, desenvolveu uma estreita relação com seu irmão Danny, que lhe motivava a escrever.

"O fato é que nunca teria sido escritor se não tivesse sido por Danny", escreveu em uma ocasião. "Uma vez me disse quando tinha 15 anos: 'Você vai ser o mais engraçado escritor de comédia nos Estados Unidos'. Por quê?, Baseado em que? O quão engraçado poderia ser aos 15 anos?", questionou então, relembrou o "Times" em seu obituário de Simon.

Entre 1947 e 1956 trabalharam como equipe escrevendo comédia para bem-sucedidos programas de televisão, que chamaram a atenção do comediante e ator Sid Caesar, que contratou os irmãos para sua popular série de comédia "Your Show of Shows".

Pelo seu trabalho na televisão foi indicado duas vezes ao Emmy.

Em 1961 o dramaturgo levou sua primeira obra aos tablados, "Come Blow Your Horn", e, seis semanas antes que concluísse, apresentava também "Little Me", que embora não tenha atraído muito público, lhe valeu sua primeira de 17 indicações ao Tony, que ganhou em três ocasiões.

O sucesso chegou definitivamente em 1963 com "Descalços no Parque" e "Um Estranho Casal" (1965), aos quais se seguiram "Plaza Suite" (1968), "O Prisioneiro da Segunda Avenida" (1971) e "Uma Dupla Desajustada" (1974).

A prolífica carreira de Simon, que segundo o "New York Times" contribuiu para redefinir o humor americano, inclui todo tipo de comédias e roteiros para mais de 20 filmes, assim como a adaptação das suas próprias obras e outros originais.

Entre 1965 e 1980 suas obras e musicais acumularam mais de 9.000 representações, algo não conseguido por outros autores da época.

Na década de 1960 conseguiu inclusive ter seu próprio teatro, o Eugene O'Neill, e em 1983 lhe homenagearam com um teatro que leva seu nome.

Em 1991 ganhou os importantes prêmios Tony e Pulitzer por "Lost in Yonkers", uma autobiografia como foram também antes sua trilogia de comédia-drama nos anos 80 "Brighton Beach Memoirs" (1983), "Biloxi Blues" (1985) e "Broadway Bound" (1986), admiradas pela forma como explora o enredo de amor, raiva e desespero.

Mais Teatro e musicais