Topo

Entretenimento

Pesquisadores reconstroem história do porto perdido de Pisa

23/08/2018 10h41

Londres, 23 ago (EFE).- Pesquisadores europeus reconstruíram a história do antigo porto de Pisa (noroeste da Itália), Portus Pisanus, um dos enclaves marítimos mais importantes durante a época romana e a Idade Média, cujos restos foram apagados pelo tempo, segundo publica nesta quinta-feira a revista "Nature".

A partir de análise geológica, no estudo de restos biológicos e dados ambientais dos últimos 10,5 mil anos, os cientistas determinaram que o porto perdido de Pisa pôde estar situado em um lagoa natural protegida das tempestades desde o ano 200 a.C.

A descida gradual das águas fez com que a conexão marítima dessa lagoa começasse a declinar entre os anos 1000 e 1250 d.C., e daí ficou completamente isolada do Mar de Ligúria ao redor de 1500 d.C., segundo determinaram especialistas franceses, italianos e britânicos.

Antes que o porto ficasse isolado, suas operações foram transferidas a Livorno, ao sul de Pisa.

Em relação aos poucos dados arqueológicos que existem sobre o antigo porto, os cientistas têm se baseado para suas pesquisas em descrições históricas que falam de um porto situado em uma " grande baía, protegida de forma natural ".

O grupo de pesquisadores, dirigido por David Kaniewki, da Universidade Paul Sabatier de Toulouse, reconstruíram os níveis do mar na antiguidade e cruzaram essa análise com mapas históricos para recriar a morfologia das antigas costas ao redor de Pisa.

O estudo de amostras biológicas coletadas em camadas sedimentares permitiu, além disso, determinar como a água salgada, as correntes de água doce e as atividades agrícolas influenciaram nas mudanças ambientais da região.

Mais Entretenimento