PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Diretor de "O Predador" promete versão mais "perversa" do clássico

19/07/2018 19h38

Antonio Martín Guirado.

San Diego (EUA), 19 jul (EFE).- Shane Black, que atuou em "O Predador" de 1987 e agora é diretor da nova versão do clássico de ficção-científica, prometeu nesta quinta-feira, na Comic-com, um filme mais "perverso" do que aquele protagonizado por Arnold Schwarzenegger.

No Centro de Convenções de San Diego, ele destacou que o filme original, dirigido por John McTiernan, é "uma peça perfeita de arte popular", que tinha a fusão ideal entre a loucura pelos alienígenas e a ação de 'Rambo' dos anos 80.

"Agora, decidimos apostar em uma versão mais leve e mais perversa com alusões a 'Os Desajustados' (1961), de John Huston", explicou.

Mais de 30 anos depois da estreia do filme original, a aposta desta vez é um longa repleto de ação, violência e com um humor que leva o selo pessoal de Black, roteirista de obras como "Máquina Mortífera", "Homem de Ferro 3" e "Dois Caras Legais". A estreia está prevista para setembro.

"Ao contrário do que acontece em muitos filmes, os atores estavam dispostos ensaiar nos fins de semana", disse o diretor, agradecendo o trabalho de Olivia Munn, Sterling K. Brown, Keegan-Michael Key, Trevante Rhodes, Jake Busey, Thomas Jane e Augusto Aguilera, presentes no evento.

De acordo com o diretor, na nova versão a ideia é combater uma nova ameaça dupla: o retorno do predador à Terra e uma versão do alienígena ainda mais desenvolvida.

"É um grupo de pessoas que não encaixa bem na sociedade e que deve trabalhar em comum e dar o melhor de si para fazer frente a uma enorme ameaça. É um equivalente moderno ao grupo que existia no filme original", avaliou Black.

Entretenimento