Topo

Entretenimento

Museu Nacional da Sérvia reabre após 15 anos

28/06/2018 12h02

Belgrado, 28 jun (EFE).- O novo Museu Nacional da Sérvia, em Belgrado, reabriu ao público nesta quinta-feira depois de passar 15 anos com as portas fechadas por conta de uma série concursos malsucedidos para as obras de reconstrução e modernização.

Para a noite de hoje está marcada a cerimônia de reinauguração, com a presença da primeira-ministra Ana Brnabic e de outros políticos do sérvios. Com a reabertura do Museu Nacional hoje, e do Museu de Arte Contemporânea no fim do ano passado, a capital sérvia bota um ponto final em mais de uma década de inexpressividade de arte e história em instituições públicas.

No coração de Belgrado, na Praça Trg Republike, o museu fechou em 2003 após sucessivas dificuldades do Estado para restaurar o interior e o exterior do edifício. O espaço tem uma coleção de, aproximadamente, 400 mil peças, uma biblioteca de livros antigos e um arquivo de documentos históricos. Além disso, abriga coleções de obras de arte de pintores internacionais, como Claude Monet, Pablo Picasso e Edgar Degas, uma coleção moedas antigas e outra de arte medieval e moderna da Sérvia.

As obras custaram 7 milhões de euros (R$ 30 milhões) para um espaço de 11 mil metros quadrados. A nova exposição permanente ocupa 5 mil metros quadrados, em três andares, e apresenta 4 mil objetos da pré-história ao século XX. Para atrair mais público, a instituição decidiu permitir a entrada franca até o fim de semana.

O Museu Nacional da Sérvia foi fundado em 1844 como instituição científica de proteção do patrimônio e para pesquisas. Desde 1952 ele funciona no atual edifício, construído em 1903 para ser um banco.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento