Topo

Entretenimento

Met faz parceria com Vaticano e dedica exposição a moda católica

07/05/2018 16h09

Nova York, 7 mai (EFE).- O Museu Metropolitano de Nova York (Met) dedicará a sua exposição anual de moda à iconografia católica e exibirá vestimentas papais que jamais tinham saído do Vaticano, graças a um acordo com a Santa Sé.

A exposição "Heavenly Bodies: Fashion and the Catholic Imagination" ("Corpos Celestiais: A Moda e o Imaginário Católico")" será apresentada esta noite na tradicional festa que o Met organiza com o Anna Wintour Costume Center e que este ano completa 70 anos.

O curador da mostra, Andrew Bolton, reconheceu que a exposição pode soar "ofensiva" para católicos que acreditam que religião não se mistura com algo trivial como a moda, mas defendeu que "a roupa é um meio fundamental para qualquer discussão sobre religião". Bolton lembrou a importância da moda no Vaticano e recordou que em 2005 a revista "Newsweek" publicou um artigo, "O Papa Veste Prada", sobre as inclinações estéticas de Bento XVI, e dois anos depois a "Esquire" o escolheu como pessoa que melhor combina, por seus icônicos sapatos vermelhos.

A exposição ficará aberta da próxima quinta-feira a 8 de outubro e acontecerá no The Met Fifth Avenue e no The Met Cloisters.

O público poderá ver a marca que o catolicismo estampou nos trabalhos de nomes como Coco Chanel, Gianni Versace, Domenico Dolce, Stefano Gabbana e Christian Lacroix. Embora a maioria de estilistas da exposição tenha sido criada na tradição católica, muitos já não a praticam e a sua relação atual com a religião "varia consideravelmente", detalhou Bolt.

Mais Entretenimento