Topo

Música

ABBA não tem "nada a provar" com novas músicas, diz Benny Andersson

Reprodução
O grupo ABBA Imagem: Reprodução

Em Londres (Inglaterra)

02/05/2018 13h25

Benny Andersson, um dos quatro integrantes do ABBA, disse que o grupo sueco, que foi sucesso nos anos 70 e 80, não tem "nada a provar" com o retorno aos estúdios, após o anúncio de que os membros gravaram duas músicas novas.

Em entrevista à rede britânica "BBC" e divulgada nesta quarta-feira, Anderson falou sobre o retorno do quarteto, que também tem Björn Ulvaeus, Anni-Frid Lyngstad e Agnetha Fältskog. "Não sinto que tenhamos que provar alguma coisa. Não acho que temos que pensar, 'Ah, e se fosse melhor antes?' Talvez tenha sido, mas não podemos nos importar com isso. Fizemos porque pensamos que foi uma coisa boa", disse Andersson.

A ideia de fazer algumas músicas novas surgiu quando ele e Ulvaeus trabalhavam em um projeto que a banda fará com avatares e que está previsto para ser lançado no ano que vem. "Nós pensamos: 'talvez devêssemos escrever algumas canções e perguntar às garotas se elas querem entrar e cantar'. Elas responderam: 'Claro que sim!', e foi só alegria", contou Andersson.

Na entrevista, o artista aproveitou e adiantou alguns detalhes do trabalho. "Uma das músicas é como se tivéssemos escrito para hoje. A outra, nós poderíamos ter escrito em 1972", indicou ele sobre as canções, que ainda não foram concluídas.

Conforme disse, as músicas devem ser lançadas até o fim do ano, já que as vozes já estão gravadas, mas ainda falta fazer a mixagem. Ulvaeus, por sua vez, afirmou que o novo trabalho poderia complementar o legado da banda, porque "soam como ABBA".

O ABBA fez grande sucesso internacional entre os anos 70 e 80. A fama veio após o Festival Eurovision de 1974, quando eles venceram com "Waterloo". A origem do nome vem das iniciais dos quatro integrantes que à época formavam dois casais: Bjorn e Agnetha e Anni-Frid e Benny. Eles se separaram pouco antes do fim do grupo.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!