Topo

Filmes e séries

"Uma Mulher Fantástica" chega à cerimônia dos Prêmios Platino como favorito

Reprodução
Cena do filme "Uma Mulher Fantástica" Imagem: Reprodução

Playa del Carmen (México)

28/04/2018 14h23

Tudo está pronto para a grande celebração do cinema ibero-americano: os Prêmios Platino, que em sua quinta edição chegam amanhã à Riviera Maya, no México, com o filme chileno "Uma Mulher Fantástica", de Sebastián Lelio, como favorito.

O longa, um grito contra a discriminação e os preconceitos da sociedade com as pessoas transexuais, está disposto a triunfar na noite deste domingo no palco do Teatro Grande Tlachco do Parque Ecoturístico Xcaret.

O filme monopoliza o maior número de indicações, nove, seguido pelo argentino "Zama", com oito, o cubano "Últimos Dias em Havana", com sete, e o espanhol "Verão 1993", estreia de Carla Simón, com cinco.

Todos estes filmes, exceto o último, estão presentes na categoria mais importante, a de melhor filme ibero-americano de ficção, junto com "La Cordillera" (Argentina) e "A Livraria" (Espanha).

O prêmio de melhor direção será disputado por Sebastián Lelio ("Uma Mulher Fantástica"), os espanhóis Isabel Coixet ("A Livraria") e Álex de la Iglesia ("Perfectos Desconocidos"), o cubano Fernando Pérez ("Últimos Dias em Havana") e a argentina Lucrecia Martel ("Zama").

A dupla conformado por Lelio e Gonzalo Maza pode levar seu segundo Platino de melhor roteiro por "Uma Mulher Fantástica", após serem premiados em 2014 com o aclamado "Gloria".

Para tanto, precisarão desbancar a concorrência de Isabel Coixet ("A Livraria"), Carla Simón ("Verão 1993"), Lucrecia Martel ("Zama") e Fernando Pérez e Abel Rodríguez ("Últimos Dias em Havana").

A categoria de melhor interpretação feminina promete uma disputa acirrada, já que embora Daniela Vega ("Uma Mulher Fantástica") desponte como favorita, ao seu lado estão grandes atrizes, como as espanholas Emma Suárez ("Las Hijas de Abril") e Maribel Verdú ("Abracadabra"), a chilena Antonia Zegers ("Los Perros") e a argentina Sófia Gala ("Alanis").

Os espanhóis Javier Bardem ("Amando Pablo") e Javier Gutiérrez ("El Autor"), o chileno Alfredo Castro ("Los Perros"), o mexicano Daniel Giménez Cacho ("Zama") e Jorge Martínez ("Últimos Dias em Havana") são os indicados na categoria de melhor interpretação masculina.

O Platino para a melhor estreia de ficção ibero-americana ficará entre "Verão 1993" (Espanha), "Mala Junta" (Chile), "A Noiva do Deserto" (Argentina/Chile), "La Llamada" (Espanha), "El Techo" (Nicarágua/Cuba) e "La Defensa del Dragon" (Colômbia).

Na categoria de melhor documentário concorrem "Muchos Hijos, un Mono y un Castillo" (Espanha), "El Pacto de Adriana" (Chile), "Ejercicios de Memoria" (Paraguai/Argentina), "Dancing Beethoven" (Espanha) e "Los Niños" (Chile).

As séries espanholas e argentinas despontam na categoria de melhor minissérie ou série de televisão cinematográfica ibero-americana, onde estão presentes "El Maestro" (Argentina), "Velvet Colección" (Espanha), "As Telefonistas" (Espanha), "El Ministerio del Tiempo" (Espanha) e "Un Gallo Para Esculapio" (Argentina).

Conscientes do peso das produções televisivas no panorama audiovisual atual, os Platino ampliarão o foco neste âmbito e reconhecerão, pela primeira vez, os melhores intérpretes em minissérie ou série de televisão.

As espanholas Aura Garrido ("El Ministerio del Tiempo"), Marta Hazas ("Velvet Colección") e Blanca Suárez ("As Telefonistas"), a mexicana Kate del Castillo ("Ingobernable"), e a chilena Giannina Fruttero ("Ramona") concorrerão na categoria feminina.

Na masculina, o prêmio ficará entre o espanhol Asier Etxeandía ("Velvet Colección"), o brasileiro Júlio Andrade ("1 Contra Todos"), e os argentinos Julho Chávez ("El Maestro"), Luis Brandoni e Peter Lanzani (ambos por "Un Gallo Para Esculapio").

Além do cinema, a música também será protagonista da cerimônia. Entre os artistas que se apresentarão na noite estão a banda mexicana Maná, os espanhóis Malú e Arkano, os colombianos Morat, o argentino Axel e o rapper mexicano Aczino.

Os Prêmios Platino são promovidos pela Entidade de Gestão de Direitos dos Produtores Audiovisuais (Egeda), junto com a Federação Ibero-Americana de Produtores Cinematográficos e Audiovisuais (Fipca).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!