Topo

Entretenimento

Agência Efe comemora 50 anos no Brasil com exposição em homenagem à Amazônia

26/04/2018 16h15

Rio de Janeiro, 26 abr (EFE).- A Agência Efe inaugurou nesta quinta-feira, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, uma exposição fotográfica sobre a Amazônia com a qual homenageou o Brasil e comemorou seus 50 anos de atuação no país.

"Temos um firme compromisso com o Brasil, e por isso queremos prestar uma modesta homenagem ao país com esta exposição", afirmou a diretora de Relações Institucionais da Agência Efe, Carmen Gurruchaga, na inauguração da mostra intitulada "Água e Vida".

De acordo com Gurruchaga, além de uma homenagem a um "país fantástico", a exposição tem como objetivo reafirmar a presença da Efe no Brasil.

"Estamos há 50 anos trabalhando para informar aos brasileiros sobre acontecimentos em todo o mundo e para que todo o mundo receba informações do Brasil. Há 50 anos abrimos nosso primeiro escritório no Rio de Janeiro, e depois estabelecemos os de São Paulo e Brasília. Hoje estamos presentes em praticamente todas as capitais do país", declarou.

"O Brasil tem tantos habitantes quanto todo o restante da América Latina. Nós somos, além da quarta maior agência de notícias do mundo, a maior de língua espanhola e a maior na América Latina, e pretendemos ser a maior no Brasil", acrescentou, após destacar a vocação latino-americana da Efe e o papel do serviço em português, cuja mesa de edição fica na delegação do Rio de Janeiro.

As 37 fotos em cartaz exibem paisagens exuberantes, o cotidiano de moradores e a rica fauna e flora da região, de imensa diversidade biológica e que conta com a maior reserva de água doce do planeta.

"É uma exposição que nos ajuda a sensibilizar a opinião pública sobre a importância do desenvolvimento sustentável", afirmou Lidia Vales, diretora de Conhecimento, Ambiente e Tecnologia do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

De acordo com o coordenador de fotografia da Efe no Brasil e vencedor do Prêmio de Jornalismo Rei da Espanha de Fotografia em 2001, Marcelo Sayão, a agência colaborou, ao realizar a exposição, com educação ambiental.

"O público pode observar tanto as belezas locais como os problemas da Amazônia. Queremos mostrar suas riquezas, mas sem ignorar a interferência humana na degradação ambiental", apontou.

Além de trabalhos de Sayão, a mostra inclui fotos de Antonio Lacerda, também fotógrafo da delegação da Efe no Rio, e de Fernando Bizerra, do escritório de São Paulo, assim como de Raimundo Valentim, que colaborou com a Efe em Manaus durante 14 anos, até seu falecimento, em março, após lutar contra um câncer.

"Gostaria de homenagear Raimundo Valentim, um fotógrafo extraordinário que colaborou durante anos com a Efe em Manaus. São de sua autoria muitas das fotos da exposição, mas infelizmente o "professor", como era conhecido por seus amigos, morreu em 12 de março. Hoje temos a honra de ter aqui seu filho Rafael", disse Gurruchaga, citando a presença do filho de Valentim na inauguração.

"Água e Vida", que conta com o patrocínio de Coca-Cola, Repsol, Empresa de Navegação Elcano e Celeo Redes, foi inaugurada com um café da manhã de comidas típicas da Amazônia para convidados especiais.

Entre os presentes estavam representantes consulares de Espanha, Argentina, Uruguai, Equador e Peru, além de executivos de empresas espanholas com atuação no Brasil, empresários, jornalistas e artistas, como o músico Zé Renato.

"Dar apoio e dar visibilidade à Amazônia está alinhado com as iniciativas que a Repsol tem de valorização da biodiversidade e, portanto, da cultura vinculada a essa biodiversidade. A Amazônia, sem dúvida alguma, é um lugar de muita importância para o Brasil e para o mundo", disse à Efe a coordenadora de Responsabilidade Social da Repsol Sinopec Brasil, Beatriz Giacomini.

"A Coca-Cola há muito tempo vem trabalhando com esse tema da água, com investimentos há mais de dez anos. Sabemos o quão grande é a problemática dos 32 milhões de brasileiros que não têm acesso à água potável. Então temos trabalhos de eficiência nas fábricas, de plantio de florestas, de acesso a água potável a gente recentemente fez a abertura de fontes da água Crystal. A gente tem a água como um bem humanitário e apoia muito a causa. Essa parceria com a Efe ajuda a dar visibilidade a esse tema, sobre como cada indivíduo pode fazer a sua parte também, não só grandes empresas", apontou Marina Costa e Cruz Peixoto, diretora de Comunicação Corporativa da Coca-Cola Brasil.

A mostra ficará em cartaz até 30 de junho no Museu do Meio Ambiente do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento