Topo

Entretenimento

Ator de Bollywood é condenado a 5 anos de prisão por caça ilegal de antílopes

05/04/2018 11h14

Nova Délhi, 5 abr (EFE).- A estrela de Bollywood Salman Khan foi condenado nesta quinta-feira a cinco anos de prisão pela caça ilegal de um casal de antílopes indianos em perigo de extinção, em um caso que aconteceu em 1998 enquanto rodava no oeste da Índia.

Um tribunal de Jodhpur, no estado do Rajastão (norte), sentenciou Khan a cumprir cinco anos de prisão e pagar uma multa de 10 mil rupias (US$ 150) ao considerar provadas as acusações contra ele.

Os advogados do ator deverão solicitar agora sua liberdade pagando uma fiança, por isso que o ator deverá permanecer atrás das grades até que o Superior Tribunal do Rajastão tome uma decisão a respeito.

Khan estava rodando o filme "Hum saath saath hain" ("Todos lado a lado", em hindi) no povoado de Kankani, perto de Jodhpur, quando em 2 de outubro de 1998 disparou contra dois antílopes indianos, uma espécie incluída na Lei de Proteção de Vida Selvagem, por isso que enfrentava uma pena máxima de seis anos de prisão.

Entre as testemunhas e demandantes no caso contra Khan estavam membros da comunidade Bishnoi, que vivem na área onde o ator disparou contra os antílopes e que têm entre seus princípios a proteção dos animais e das árvores.

Khan já tinha sido condenado em 2006 em um dos processos abertos em relação a este caso e sentenciado a cinco anos de prisão, ainda que após permanecer uma semana atrás das grades, o Superior Tribunal do Rajastão tenha suspendido a pena.

Na sentença de hoje, outros quatro atores que supostamente o acompanhavam durante a caçada, entre eles o conhecido Saif Ali Khan, foram absolvidos.

Os problemas com a justiça do ator, conhecido como o "menino mau" de Bollywood, não se limitam à caçada de 1998.

Em dezembro de 2015, o Superior Tribunal de Mumbai (oeste) revogou uma condenação de cinco anos de prisão pelo homicídio involuntário de um homem atropelado por um veículo no qual supostamente circulava Khan em 2002 após uma noite de festa na cidade, sede da indústria cinematográfica de Bollywood.

Um juiz considerou então não provado que Khan conduzisse bêbado e que fugiu após atropelar vários sem teto que dormiam em uma calçada, após um processo durante o qual uma das principais testemunhas morreu em estranhas circunstâncias.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento