PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Protestos de 68 ao redor do mundo são parte do Festival Cine Latino na França

21/03/2018 16h16

Rosalía Macías.

Toulouse (França), 21 mar (EFE).- Nos 50 anos dos protestos que marcaram o ano de 1968, o Festival de Cinema Latino-Americano de Toulouse, na França, abriu nesta quarta-feira um espaço para lembrar as manifestações que aconteceram na América Latina e na Europa, com filmes e debates sobre o tema.

O presidente da associação organizadora ARCALT, Francis Saint-Dizier, disse à Agência Efe que a ideia da programação especial é relembrar o movimento de "Maio de 68" que aconteceu em vários países.

"Muitos franceses acham que o movimento do 68 só aconteceu em Paris, mas aconteceu em muitos lugares. Além do mais, ele começou em Berlim, não em Paris", disse Saint-Dizier, destacando as mobilizações organizadas no Brasil e no México.

O México é o protagonista do documentário "El grito" (1968), exibido hoje na Cinemateca de Toulouse, no qual os alunos de cinema da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM) retratam o movimento estudantil que surgiu meses antes dos Jogos Olímpicos do México.

O filme começa no mês de julho, ponto de partida dos protestos que terminaram na tragédia de 2 de outubro de 1968, quando os militares reprimiram com tiros os estudantes na Praça de Tlatelolco. Conforme a versão oficial, 37 jovens morreram, mas organizações da sociedade civil afirmam que o número é muito maior.

Estes eventos também protagonizaram a tarde de ontem do festival, que teve o título "1968 na América Latina e no mundo". Foram projetadas várias reportagens daquele ano de diversos países, inclusive do Brasil. Também foram exibidas fotos em preto e branco acompanhadas da canção "É Proibido Proibir", de Caetano Veloso, escrita em 68.

O Cine Latino exibiu ainda o filme "No Intenso Agora" (2017), de João Moreira Salles, uma longa-metragem que mescla antigos vídeos sobre uma série de acontecimentos daquele ano. Para Saint-Dizier, o documentário é "magnífico".

Nesta 30ª edição, que vai até o próximo domingo, o Festival de Cinema Latino-Americano de Toulouse reunirá cerca de 100 profissionais da sétima arte e exibirá mais de 150 produções.

Entretenimento