PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Barack e Michelle Obama negociam produção de conteúdo para Netflix

09/03/2018 18h02

Nova Iorque, 9 mar (EFE).- O ex-presidente do Estados Unidos Barack Obama e a ex-primeira-dama Michelle Obama estão em "negociações avançadas" para produzir atrações para a Netflix, conforme publicou nesta sexta-feira o "The New York Times".

As informações, que teriam sido obtidas junto a fontes próximas das conversações, apontam que o mandatário do país, entre 2009 e 2017, não pretende utilizar qualquer programa para se posicionar contra o sucessor, Donald Trump, ou críticos conservadores.

Entre as possibilidades colocadas sob a mesa nas negociações, o casal teria proposto produzir uma atração que apresentaria histórias inspiradoras.

Outra ideia seria que Barack Obama modere conversas sobre assuntos que estiveram em pauta em sua administração, como saúde, direito a voto, imigração, política exterior e mudança climática, entre outros.

Há possibilidade também que Michele Obama esteja a frente de uma atração sobre nutrição, que foi uma de susas bandeiras durante a passagem pela Casa Branca.

O ex-presidente e a ex-primeira-dama "sempre acreditaram no poder da narração de histórias para inspirar", garantiu Eric Schultz, assessor de Barack Obama.

De acordo com o "The New York Times", a Netflix ofereceria um canal de comunicação "sem filtro", que propiciaria alcançar público similar ao atingido nas redes sociais, onde eles, juntos, contam com 101 milhões de seguidores no Twitter e 55 milhões de curtidas no Facebook.

As informações publicadas pelo jornal não apontam para o valor que o casal receberia no acordo, mas informa que a Netflix assinou, recentemente, contrato de cinco anos com o produtor Ryan Murphy, por US$ 300 milhões (R$ 974,7 milhões).

O veículo ainda aponta, a partir de fontes ligadas ao casal, que a Apple e a Amazon também estão interessados em contar com os Obama. EFE

lb/bg

Entretenimento