Topo

Entretenimento

Tarantino admite erros em acidente de Uma Thurman durante "Kill Bill 2"

06/02/2018 08h38

Los Angeles (EUA), 5 fev (EFE).- O diretor Quentin Tarantino admitiu nesta terça-feira os erros que cometeu no planejamento da cena de "Kill Bill: Vol. 2" (2004) na qual a atriz Uma Thurman ficou ferida após sofrer um acidente de carro.

"Disse que estaria bem. Disse que a estrada era toda reta. Disse que seria seguro. E não era. Estava errado. Não a obriguei a subir no carro. Ela entrou no carro porque confiou em mim", disse Tarantino em uma entrevista ao site "Deadline".

Em uma reportagem ao "The New York Times", a atriz revelou que sofreu um acidente durante a rodagem de "Kill Bill: Vol. 2" durante uma cena na qual devia conduzir um carro por um caminho no meio da selva.

A atriz explicou que não se sentia confortável com a ideia de rodar essa cena e por isso pediu um dublê de ação, mas assegurou que Tarantino a pressionou para que fizesse afirmando que não havia perigo.

O "The New York Times" publicou um vídeo no qual é possível ver Uma conduzindo o carro até se chocar com uma árvore, um vídeo que a Miramax proibiu o acesso da atriz à filmagem do acidente, a menos que ela assinasse um documento confirmando que não processaria o estúdio.

Segundo o relato da atriz, a relação entre Tarantino e ela se deteriorou por causa do acidente.

Após as críticas surgidas em Hollywood nos últimos dias por este episódio, Tarantino deu hoje sua versão dos fatos.

"Esse é um dos maiores remorsos da minha vida. Como diretor estudo as coisas e às vezes aprendo através de erros horríveis. Esse foi um dos meus mais horríveis erros, que não tive tempo para pecorrer de novo a estrada, uma vez mais", explicou.

Tarantino disse, além disso, que comprovou o percurso que ia ser feito de carro por Uma, mas que no final a cena foi rodada no sentido contrário ao que ele tinha revisado.

Segundo o produtor, ninguém da equipe pensou em usar um especialista para essa cena.

"Foi simplesmente horrível", manifestou o cineasta sobre o momento do acidente.

Horas antes da divulgação da entrevista com Tarantino, Uma publicou hoje uma mensagem em sua conta de Instagram na qual desculpou o cineasta pelo ocorrido.

"Quentin Tarantino se arrependeu profundamente e continua arrependido por este lamentável fato", comentou a atriz, que revelou, além disso, que foi o diretor quem conseguiu dar para ela a filmagem do acidente.

"Ele fez isso sabendo que poderia lhe prejudicar, e estou orgulhosa por ter feito o correto e pela sua valentia", indicou.

No entanto, Uma acusou expressamente os produtores Lawrence Bender, E. Bennett Walsh e Harvey Weinstein de "mentir, destruir provas e continuar mentindo" sobre o acidente.

Na reportagem do "The New York Times", Uma também revelou ter sido vítima de um ataque sexual de Weinstein.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento