Entretenimento

Netflix confirma fim de "House of Cards" na sexta temporada

30/10/2017 18h47

Los Angeles (EUA), 30 out (EFE).- A série "House of Cards", uma das produções mais bem-sucedidas da Netflix, terminará na sexta temporada, que vai ao ar em 2018.

As informações foram confirmadas pela empresa nesta segunda-feira à Agência Efe. A notícia do fim da série ocorreu poucas horas depois de o protagonista do programa, Kevin Spacey, ter sido acusado pelo também ator Anthony Rapp de um assédio sexual ocorrido em 1986.

O site especializado "TV Line" indicou hoje, citando fontes da Netflix, que o fim de "House of Cards" foi decidido "há meses" e que não tem relação com o escândalo envolvendo Spacey.

No entanto, a Netflix e a Media Rights Capital, produtora da série, afirmaram em comunicado que estão "profundamente preocupados" com as acusações contra o protagonista de "House of Cards".

"Em resposta às revelações conhecidas ontem à noite, os executivos das duas companhias chegaram nesta tarde a Baltimore (onde a série é gravada) para se encontrar com nossa equipe e garantir que eles sigam seguros e apoiados. Como estava planejado previamente", Spacey não está no set nesse momento", disse a nota.

"House of Cards" ganhou o Emmy de melhor série dramática e foi um dos primeiros sucessos da Netflix. Na série, Spacey é o presidente dos Estados Unidos, Frank Underwood.

O ator está na mira de Hollywood após ser acusado de assédio sexual por Rapp. O incidente ocorreu em 1986, quando Rapp tinha 14 anos. Spacey disse que não lembrava do episódio, mas que, se ele realmente ocorreu, devia "as mais sinceras desculpas".

"Honestamente, não lembro do fato, que teria ocorrido há mais de 30 anos. Mas se me comportei então da maneira que ele descreveu, eu lhe devo a mais sincera desculpa pelo que foi então um comportamento inapropriado de um bêbado", disse Spacey no Twitter.

Os fatos, relatados por Rapp ao portal "Buzzfeed", supostamente ocorreram durante uma festa no apartamento de Spacey em Nova York.

Rapp, agora no elenco da série "Star Trek: Discovery", foi à festa sozinho e era o único adolescente nela. Entediado, foi até o quarto de Spacey e ligou a TV. Quando já não havia mais ninguém na festa, Spacey apareceu, aparentemente alcoolizado.

"Ele me pegou nos braços, como um noivo faz com a noiva. Mas eu, a princípio, não demonstrei meu desconforto porque pensei 'O que está acontecendo?'. E então ele se deitou em cima de mim", relatou o ator, hoje com 46 anos.

"A minha lembrança era...'bom, se todos se foram, eu deveria voltar para casa. No entanto, ele ficou parou na porta enquanto cambaleava. Minha impressão é que estava bêbado", afirmou.

"Ele tentava me seduzir. Não sei se teria utilizado essa linguagem. Mas estava ciente de que ele estava tentando fazer sexo comigo", completou Rapp.

Apesar de os grandes nomes da indústria permanecerem calados sobre o caso, alguns criticaram, especialmente, a decisão de Spacey de reconhecer ser homossexual como via de escape após a denúncia. EFE

dvp-mg/lvl
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo