Entretenimento

Academia de Hollywood diz que não ficou em silêncio sobre caso de Weinstein

09/10/2017 18h47

Madri, 9 out (EFE).- O diretor-executivo da Academia de Hollywood, Dawn Hudson, afirmou nesta segunda-feira que a entidade não ficou em silêncio sobre o escândalo de abusos sexuais que teriam sido cometidos pelo produtor americano Harvey Weinstein.

"Muitos artistas comentaram o tema quando ele foi noticiado e nós mesmos fizemos declarações dizendo que o comportamento de Weinstein é inaceitável. Os nossos membros apoiam a tolerância e o respeito, não o medo", disse Hudson durante um evento em Madri.

O presidente da Academia de Hollywood, John Bailey, também lamentou o ocorrido.

"Nunca encontrei com ele pessoalmente, mas sabia que era alguém difícil de trabalhar e que tem um temperamento forte, ainda que não tivesse nem ideia de tudo sobre o abuso sexual", ressaltou.

As declarações fazem referência ao escândalo que liga Weinstein, um dos mais conhecidos e poderosos produtores de Hollywood, com uma série de assédios sexuais que teriam sido cometidos nas últimas décadas. Os casos foram revelados pelo "The New York Times".

"Maryl Streep disse hoje que fez vários filmes com ele e que não sabia nada dos abusos. É horrível, verdadeiramente horrível descobrir isso, mas não acredito que as pessoas possam simplesmente assumir que todo mundo sabia disso só porque alguns jornalistas sugerem", afirmou Baley, que disse ter ficado surpreso.

Quanto às medidas que a Academia de Hollywood tomará, ambos disseram que a entidade acabou de começar a debater o caso e que é prematuro dizer mais sobre o assunto nesse momento.

O conselho de administração da companhia Weinstein anunciou no domingo a demissão do produtor da empresa fundada por ele. O controle passou para o irmão de Harvey, Bob Weinstein, e do diretor de operações David Glasser.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo