Entretenimento

Guns incendeiam Cidade do Rock, em dia de apresentação memorável de The Who

24/09/2017 04h16

Fernanda Russo Filomeno.

Rio de Janeiro, 23 de set (EFE) - A Cidade do Rock lotou neste sábado, penúltimo dia de Rock in Rio, com um público sedento por clássicos do rock com as apresentações dos "velhinhos" de The Who e dos Guns N'Roses com sua formação original.

O Parque Olímpico ficou completamente abarrotado de gente que aguardava ansiosamente para ver seus ídolos no dia de rock "mais pesado" no festival.

Mas antes das duas apresentações principais, os Titãs, primeiro grupo a se apresentar no Palco Mundo, e o Incubus, com sua mistura de ritmos, já "botaram fogo" no público com dois shows muito bons.

Com mais de 30 anos de estrada e mesmo sem a formação original, os Titãs fizeram um show com arranjos mais pesados, poucas mensagens políticas e muitos sucessos.

O resquício da banda original - Tony Belloto, Sérgio Britto e Branco Mello -, ao lado do baterista Mário Fabre, que entrou em 2010, e do guitarrista Beto Lee, filho de Rita Lee, levaram os presentes à loucura com hits como "Sonífera Ilha", "Homem Primata", "Polícia" e "Cabeça Dinossauro", nome do disco mais aclamado do grupo que completou 31 anos em 2017.

Ainda teve tempo para o grupo embalar sucessos mais calmos como "Flores" e "Epitáfio" e depois terminar com "Vossa Excelência", dando um tom político ao final da apresentação.

Segundo no Palco Mundo, os norte-americanos do Incubus levaram seu rock alternativo misturado com hip-hop, metal e eletrônico ao festival diante de um público imenso que lotava a Cidade do Rock.

A banda, que tem mais de 20 anos de estrada, cantou sucessos como "Stellar", "Pardon Me" e "Drive", e provocou gritos ao tocar "Wish You Were Here", do Pink Floyd.

Uma das bandas mais antigas de rock em atividade e se apresentando pela primeira vez no Rock in Rio - depois de ter passado por São Paulo -, o The Who, que hoje em dia tem apenas o guitarrista Pete Townshend e o vocalista Roger Daltrey vivos - fizeram a alegria dos presentes na Cidade do Rock, com um show pesado e cheio de clássicos.

A banda inglesa, que era muito esperada pelos presentes, abriu o show com "I Can't Explain", e depois sucessos como "Who Are You", I Can See For Miles", "Behind Blue Eyes", entre outros. No auge de seus 73 anos, Daltrey surpreendeu com sua voz, que parece não ter sofrido com os efeitos da idade.

Os "vovôs" do rock ainda emendaram uma sequência que deixou os presentes "malucos", com "Pinball Wizard", "See Me, Feel Me/Listening To You", "Baba O'Riley" e "Won't Get Fooled Again", para o delírio da galera.

Encerrando a noite mais pesada em termos de rock, o Guns N'Roses, com sua formação original - o trio Slash (guitarra), Axl Rose (vocal) e Duff McKagan (baixo) - levou o público à loucura ao abrir o show com "It's So Easy".

Depois vieram sucessos como "Welcome to the Jungle", "Live & Let Die", "Yesterdays", para o delírio geral.

A banda, que não se apresentava junta no festival desde 1991, incendiou o palco e fez valer a espera dos fãs.

Para terminar, o Guns embalou sucessos como "Dont' Cry", "Sweet Child O'Mine" e "Patience", encerrando com "Paradise City".

No Palco Sunset, os destaques ficaram por conta da apresentação do Cidade Negra, que prestou uma bela homenagem a Gilberto Gil, com o Sound System, equipe da Digital Dubs, e o maestro Spok.

A apresentação, também marcada por discursos voltados aos problemas nas comunidades do Rio de Janeiro, convenceu, com todos mostrando bastante entrosamento, e rendeu uma homenagem à altura de tudo o que Gil representa no cenário da música brasileira, com sucessos como "Esotérico", "Andar com Fé", "Refavela", "Realce", "Palco, entre outros.

Essa foi a terceira apresentação do Cidade Negra no Rock in Rio.

Outro show que merece destaque no Palco Sunset foi Cee Lo Green, que convidou a brasileira Iza para fazer uma participação especial.

Conhecido pelo sucesso de 2006 "Crazy" e a canção "Fuck You", o rapper, cantor, compositor e produtor norte-americano fez uma apresentação cheia de groove.

O artista convenceu o público com seu som animado, mandou um cover de Michael Jackson (Earth Song) e ainda um instrumental da música "Deu Onda", do funkeiro MC G20.

A apresentação ainda contou com a participação da cantora Iza, que soltou a voz, e do grupo baiano de percussão, Quabales, que já havia se apresentado no Sunset neste sábado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo