Entretenimento

Toquinho e Maria Creuza voltam à Argentina com o "nervosismo do primeiro dia"

13/09/2017 22h54

Buenos Aires, 13 set (EFE).- Toquinho e Maria Creuza afirmaram nesta quarta-feira em Buenos Aires que, apesar de todos os anos que já dedicaram à música, continuam nascendo "a cada dia" e com as mesmas "borboletas no estômago", como "no primeiro dia".

"Agradeço todos os dias que, durante toda a minha vida e na minha idade, eu tenha esse prazer, borboletas no estômago, essa sensação linda, que está tudo novo outra vez. A sensação das pessoas que te olham, que esperam que diga algo ou que cante algo para eles. Isso é o melhor. Me sinto viva", declarou Maria Creuza em uma coletiva de imprensa na capital argentina.

Os músicos lembrarão seus grandes sucessos em Buenos Aires na próxima sexta-feira em um show em que contarão como artista convidada com a violonista paraguaia Berta Rojas.

"Eu nasço a cada dia e toco violão todos os dias. Toquei muito hoje, porque gosto tanto como no início da minha carreira", disse Toquinho, que assegurou que fez "um plano de seguir tocando até os 94 anos".

Com a entranhável cumplicidade de quem trabalhou junto durante quase meia década, os brasileiros lembraram suas primeiras apresentações na Argentina em 1970, junto com Vinicius de Moraes, a quem prometeram homenagear com mais de uma canção.

"Quando queremos fazer uma lista para um show é complicado, porque temos nossas preferências e coisas que escutamos do público, que nos faz alguns pedidos e quer escutar coisas do passado que, na verdade, nunca passaram", afirmou Maria Creuza, acrescentando que gostaria de interpretar algum tango de Carlos Gardel perante o público argentino.

A cantora contou também que atualmente escuta "os rockeiros", mas que se apoia na música clássica para seguir ao pé da letra o refrão brasileiro "vivendo e aprendendo", enquanto Toquinho comentou que não escuta música porquê lhe "incomoda" quando realiza tarefas cotidianas.

"Gosto de tocar, não de ouvir", brincou Toquinho, antes de reconhecer que a última música que havia escutado era justamente da paraguaia Rojas.

Sobre o público argentino, Maria Creuza afirmou que este perdeu a "timidez" com a qual lhes receberam nos primeiros shows e agora "aplaude mais, canta mais e isso é para agradecer".

O teatro Rex de Buenos Aires será o palco em que pisarão "com a mesma vontade de sempre" no próximo dia 15 de setembro os dois símbolos da bossa nova, que garantiram que nunca perderão "a capacidade de renovação", como disse Maria Creuza, para oferecer canções de "um passado que está no presente", concluiu Toquinho.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo