Entretenimento

Venda de fóssil de dinossauro via Facebook é investigada no Marrocos

05/09/2017 13h20

Rabat, 5 set (EFE).- As autoridades marroquinas abriram uma investigação sobre o suposto tráfico e venda via Facebook do fóssil de um dinossauro encontrado no sul do país, informou nesta terça-feira o jornal "Assabah".

Segundo a publicação, o dinossauro foi descoberto na região de Kem Kem, na província de Tafilalet, conhecida por sua riqueza em fósseis, e apareceu mais tarde em um grupo fechado nessa rede social, em que um arqueólogo irlandês o colocou à venda.

Nesta conta, o vendedor ressaltou que o esqueleto do dinossauro tem 100 milhões de anos e publicou uma foto que mostra um pedaço da mandíbula do fóssil.

Este dinossauro pertence à espécie de "espinossauro", e sua origem marroquina é considerada verídica por paleontólogos do país.

O jornal explicou que este fóssil é o único que existe no mundo, já que um parecido foi destruído no museu da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial.

O arqueólogo marroquino Abdelouahed Lagnaoui disse, em declarações ao "Assabah", que o arqueólogo irlandês já tinha tentado anteriormente vender o esqueleto em várias exposições internacionais.

O governo formou uma comissão mista com o Ministério da Cultura (encarregado do patrimônio) e o de Minas (responsável pelas minas onde aparecem os fósseis) para investigar como o esqueleto saiu do país.

O Marrocos conseguiu recentemente recuperar o esqueleto de um dinossauro marinho encontrado em uma pedreira marroquina e que seria leiloado em março em Paris.

O país dispõe de um grande acervo de fósseis marinhos e de esqueletos de dinossauros, mas uma considerável parte desta riqueza é vendida para traficantes dado o vácuo legal que existe a este respeito e à falta de recursos das universidades para manter esse patrimônio.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo