Livros e HQs

Para driblar crise, Bienal do Rio mira youtubers e escritores brasileiros

Reprodução/Facebook
Adolescentes comparecem à Bienal do Rio Imagem: Reprodução/Facebook

Mar Marín

01/09/2017 19h05

A Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro chega à sua 18ª edição, uma simbólica maioridade, disposta a desafiar a crise econômica no Brasil e com especial atenção ao público jovem.

Considerada uma das feiras de literatura mais importantes do país, a Bienal, que acaba de abrir suas portas no Riocentro, na zona oeste de Rio, dá prioridade este ano escritores brasileiros e "youtubers", febre entre os mais jovens.

Apenas dez autores internacionais estão confirmados na Bienal, entre eles a britânica Paula Hawkins ("A Garota do Trem"), e as Americanas Karin Slaughter ("Cega") e Victoria Schwab ("Um Tom Mais Escuro de Magia").

Apesar da crise, que atinge especialmente o Estado do Rio, os organizadores projetaram uma programação 40% maior que da última edição, e esperam receber 700 mil pessoas até o encerramento, no dia 10 de setembro.

Cerca de 900 editoras e 330 autores passarão pela Bienal, que oferece, além de descontos de até 50% em livros, fóruns de debate e atividades lúdicas para os mais jovens, que poderão interagir com seus escritores favoritos, inclusive através das redes sociais, e contarão com um espaço para "nerds", com mostras de realidade aumentada, jogos e cosplay.

Reprodução/Facebook
Sertanejo Leo Chaves, da dupla com Victor, uma das estrelas do evento Imagem: Reprodução/Facebook


O desafio é conquistar o público juvenil, que consome metade dos livros vendidos no Brasil, onde, segundo estimativas do setor, as vendas caíram 11% em 2016.

No entanto, a crise não parece incomodar algumas editoras, como a Globolivro, que ampliou sua presença na Bienal nesta edição e apostou suas fichas na literatura voltada para os jovens.

"O país está em crise, mas o mercado editorial começou a ter um fôlego. Há boas expectativas e acreditamos em bons resultados", explicou à Agência Efe Amanda Orlando, porta-voz da editora.

Por sua vez, a Planeta Brasil decidiu reduzir seu espaço este ano, mas mantém a estratégia de organizar eventos e apresentações com seus autores, entre eles os "youtubers".

"É uma grande aposta para nós porque temos livros de todos os tipos, mas aqui há um público jovem e temos que fortalecer os títulos destinados a eles", apontou Mariana Figueiredo, gerente de imprensa da editora.

O leitor Alexander Mendes, de 23 anos, vê na Bienal "uma possibilidade de conseguir livros que não aparecem normalmente nas livrarias, ver os autores e conseguir bons preços".

Já Adison e Lisa, de 17 anos, procuram entre os livros empilhados nas prateleiras de ofertas de uma das livrarias história no estilo "mangá" porque "é uma alternativa para encontrar livros raros e por um melhor preço".

Além da literatura juvenil, as histórias em quadrinhos e o fenômeno dos "youtubers", a Bienal é a melhor oportunidade para conseguir o que há de atual sobre o tema da moda no Brasil: a corrupção.

Os leitores podem mergulhar nos escândalos que veem cada dia na imprensa com títulos como "Corrupção - Como e por quê o seu dinheiro sai pelo ladrão", "Estranhas catedrais" e vários livros sobre o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, condenado a 15 anos de prisão por corrupção e que abriu uma editora dois dias antes de ser preso.

Sua editora, a "Eduardo Cunha Atividades Intelectuais", não participa desta edição da Bienal, embora muitos estejam convencidos de que um livro sobre a história do ex-deputado seria líder de vendas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
DW
Página Cinco
Da Redação
Da Redação
Página Cinco
Roberto Sadovski
Página Cinco
EFE
Página Cinco
EFE
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
BBC
BBC
Página Cinco
UOL Música
Página Cinco
do UOL
UOL Jogos
EFE
Página Cinco
AFP
Página Cinco
do UOL
UOL Jogos
EFE
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Página Cinco
EFE
AFP
BBC
Página Cinco
UOL Jogos
UOL Jogos
Página Cinco
AFP
Topo