Entretenimento

Diretor de TV sul-sudanesa é demitido por não transmitir discurso oficial

25/07/2017 17h02

Juba, 25 jul (EFE).- O ministro de Informação do Sudão do Sul, Micheal Makuei Lueth, demitiu nesta terça-feira o diretor da televisão estatal, Adel Fares, por não transmitir um discurso do presidente sul-sudanês, Salva Kiir, durante a sexta comemoração da independência do país, no último dia 9 de julho.

Na declaração ministerial, que foi ao ar na televisão estatal, o Ministério de Informação ressaltou que o diretor tinha fracassado na hora de transmitir ao vivo as palavras do presidente, o que descreveu como uma "conspiração clara".

Além disso, o ministro alegou supostos problemas administrativos e financeiros detectados durante o período de Fares à frente da TV oficial, que durou menos de um ano.

O diretor foi detido em 10 de julho e permaneceu nove dias encarcerado.

Segundo a ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF), nove jornalistas morreram no Sudão do Sul desde a independência do país.

Desde 2011, o Sudão do Sul está afundado em uma guerra civil entre forças governamentais e opositoras que se transformou em um conflito tribal, com milhares de mortos, milhões de deslocados e uma crise de fome em várias regiões do país.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo