Entretenimento

Harrison Ford: 75 anos de um mito incansável

13/07/2017 06h00

Antonio Martín Guirado.

Los Angeles (EUA), 13 jul (EFE). - Astro multifacetado, Harrison Ford completa 75 anos nesta quinta-feira a menos de três meses da estreia da sequência "Blade Runner" e pronto para rodar o quinto filme de "Indiana Jones", tudo isso depois de reviver com enorme sucesso o papel de Han Solo em "Star Wars".

"Eu quero que aconteça tudo. Quero aproveitar cada oportunidade que me apresentarem. Tive uma grande carreira e se tem algo que me impediu de ficar acomodado na glória foi o trabalho. Não quero parar", disse o ator, em entrevista à Agência Efe em 2013.

À época, ainda não tinha sido confirmada a participação em "Star Wars: O Despertar da Força", o sétimo filme da saga de George Lucas, ou se ele voltaria a interpretar o mítico arqueólogo de Steven Spielberg.

Mas o que Ford quer, Hollywood bota em ação. Dois anos depois, já lançado "Star Wars: O Despertar da Força" (o terceiro filme de maior bilheteria da história), ele elogiou a continuidade de "Blade Runner", dirigida pelo canadense Denis Villeneuve.

"É um roteiro muito bom. Realmente não esperava que surgisse essa sequência, mas é uma continuação muito bem pensada", disse à Agência Efe sobre o filme que será lançado em 5 de outubro.

Mais adiante será a estreia de "Indiana Jones 5" - ainda sem título oficial -, que chegará às telonas em 10 de julho de 2020, quase um ano depois do previsto, já a estreia tinha sido anunciada para 19 de julho do ano anterior.

Os filmes anteriores da franquia foram "Os Caçadores da Arca Perdida" (1981), "Indiana Jones e o Templo da Perdição" (1984), "Indiana Jones e a Última Cruzada" (1989) e "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal" (2008). Essas produções arrecadaram no total US$ 2 bilhões nos cinemas. Kathleen Kennedy (presidente da Lucasfilm) e o marido, Frank Marshall ("O Sexto Sentido", "Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros" e a saga "Jason Bourne"), serão os produtores do novo filme.

A volta de Ford à glória com seus personagens clássicos começou depois de mais de uma década de projetos fracassados ("Cowboys & Aliens", "Conexão Perigosa") ou que passaram praticamente despercebidos ("Divisão de Homicídios", "Firewall - Segurança em Risco", "Território Restrito").

Esse período também incluiu o lançamento de "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal" (2008), a entrega mais criticada da franquia, mas também a mais bem-sucedida, com quase US$ 800 milhões no mundo todo.

Ford terá quase 80 quando a quinta parte chegar aos cinemas. Ainda não se sabe se ele continuará fazendo o personagem ou se irá para um segundo plano, com frases sábias e irônicas como as de Sean Connery no terceiro "Indiana Jones".

"Harrison Ford pode atuar como Indiana Jones até os 90", disse Steven Spielberg à Efe em 2011.

Seja lá como for, o ator está ciente de que o seu legado estará sempre associado aos filmes de ação e aventura, gêneros aos quais ele chegou por acaso ao conhecer George Lucas durante os testes para "Star Wars" enquanto trabalhava como carpinteiro.

Nos meados da década de 80 e começo dos anos 90, ele assinou algumas das suas melhores atuações em obras como "A Testemunha" - com a qual recebeu a única indicação ao Oscar -, "Acima de Qualquer Suspeita", "Uma Segunda Chance" e "O Fugitivo".

Mas o seu objetivo sempre foi conquistar o público, seja na pele do analista da CIA Jack Ryan ("Jogos Patrióticos" e "Perigo Real e Imediato") ou combatendo terroristas russos na pele do próprio presidente dos Estados Unidos ("Força Aérea Um"), enquanto na vida pessoal aproveita as montanhas do estado americano de Wyoming com a família e desbrava os céus, com alguns sobressaltos, apesar de ser um experiente piloto e amante da aviação. O astro tem cinco filhos - com idades entre 16 e 49 - e desde 2010 é casado com a atriz Calista Flockhart.

Em fevereiro deste ano, ele aterrissou seu pequeno avião em uma pista equivocada passando por cima de um avião de passageiros no Condado de Orange, na Califórnia, e em 2015 caiu em um campo de golfe perto do Aeroporto de Santa Monica e ficou ferido.

"O meu amor pelo céu é muito maior do que qualquer susto que eu leve", disse Ford à Efe depois daquele incidente.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo