Topo

Livros e HQs

Aos 98 anos, morre escritor Daniil Granin, mestre da literatura russa

Michael Sohn/AP
O escritor russo Daniil Granin morreu nesta quinta-feira, aos 98 anos Imagem: Michael Sohn/AP

De Moscou (Rússia)

05/07/2017 09h54

O escritor e roteirista russo Daniil Granin morreu ontem à noite, aos 98 anos, em um hospital de São Petersburgo, informou a imprensa local nesta quarta-feira (5). Tido como um mestre da literatura russa, ele estava internado na UTI.

Engenheiro de formação, Granin publicou em 1954 sua primeira novela. O texto contava a história de um cientista que precisa lutar contra a burocracia para desenvolver suas pesquisas. A obra cativou os leitores soviéticos e o até então desconhecido escritor se tornou popular. Vários de seus livros viraram filmes roteirizados por ele mesmo.

Granin foi voluntário do Exército Soviético na Segunda Guerra Mundial e foi condecorado com a ordem da Estrela Vermelha.

Entre 1977 e 1981, ele e Ales Adamovich escreveram "Crônica do cerco de Leningrado", sobre o cerco nazista a Leningrado (atualmente São Petersburgo) durante a Segunda Guerra Mundial. O livro, no entanto, só foi publicado em 1984, por conta da oposição dos hierarcas comunistas da cidade.

Granin, que foi agraciado com as maiores distinções soviéticas e russas, foi declarado cidadão ilustre de São Petersburgo em 2005.

"Daniil nos deixou histórias honestas sobre o homem e o tempo. Ele escreveu sobre coisas que doem lembrar, mas que são impossíveis de esquecer", escreveu o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, em sua página do Facebook.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Livros e HQs