Entretenimento

Governos latino-americanos são os mais ativos no Twitter, diz estudo

31/05/2017 11h19

Genebra, 31 mai (EFE).- Os governos da América Latina são os mais ativos no Twitter, em especial o mexicano, que tem um perfil que gera uma média de 123 tweets por dia, segundo o estudo anual chamado de "Twiplomacy" - a diplomacia do Twitter - publicado nesta quarta-feira pela agência Burson-Marsteller.

"O governo repete frequentemente seus tweets várias vezes ao dia para atingir diferentes audiências em momentos distintos e, desde o início, postou mais de 127 mil tweets", explicou o estudo.

O Ministério de Relações Exteriores da Venezuela é o segundo mais ativo, com 95 tweets por dia, o que lhe permitiu totalizar 97 mil tweets desde a criação do perfil.

Quase tão produtiva é a conta em espanhol do presidente venezuelano Nicolás Maduro, que emite uma média de 82 tweets por dia, dos quais 97% são retuítados por outros perfis. Além disso, seus versões em inglês, francês e português também estão entre os dez contas mais ativas relativas a governos.

Na classificação, o perfil de Maduro é seguido pelos do governo de El Salvador, com aproximadamente 73 tweets diários; do governador de Porto Rico, com 62; da presidência de El Salvador, com 53, e da presidência do Panamá, com 49 postagens.

O primeiro governo fora da América Latina em atividade nessa rede social é o da Indonésia, que aparece em sétimo lugar com 48 tweets diários.

O estudo elaborado pela Burson-Marsteller - uma agência de relações públicas e comunicação - esclarece que esses governos costumam utilizar o Twitter como um canal "automatizado para as suas notícias", mas que "esta hiperatividade não se reflete em um maior compromisso" de sua parte.

A pesquisa também analisa a influência que os dirigentes políticos que utilizam esta rede social podem ter de acordo com suas interações ("curtidas" e "retweets"), um grupo que é liderado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, é por sua vez o líder latino-americano mais acompanhado pelos internautas, com 6,3 milhões de seguidores, com boa vantagem sobre o segundo colocado, Juan Manuel Santos, da Colômbia, que tem 4,8 milhões.

Em terceiro lugar se encontra o governante argentino, Mauricio Macri, como 3,9 milhões de seguidores, e em quarto figura Maduro, com 3,1 milhões.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Entretenimento

Topo