Entretenimento

Academia retira um candidato ao Oscar por violar as regras

26/02/2017 06h30

Los Angeles (EUA), 25 fev (EFE).- A Academia de Hollywood retirou no sábado a indicação ao Oscar a Greg P. Russell, membro da equipe do filme "13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi" que concorre a estatueta de melhor mixagem de som, por violar as regras por fazer campanha na véspera da premiação.

Através de um comunicado, a instituição esclareceu que Greg P. Russell perderá sua indicação, mas não seus companheiros Gary Summers, Jeffrey J. Haboush e Mac Ruth.

Eles vão concorrer contra os filmes "A Chegada", "Até o Último Homem", "La La Land: Cantando Estações" e "Rogue One".

O comunicado explicou que a retirada da indicação aconteceu depois que Russell chamou seus companheiros da Academia para avisa-los de seu trabalho no filme, o que representa uma "violação das regras da campanha (do Oscar) que proíbem o lobby telefônico".

A presidente da Academia de Hollywood, Cheryl Boone Issacs, afirmou que tomou a decisão após "uma minuciosa reflexão".

"A Academia é muito séria sobre o processo de votação do Oscar e qualquer coisa, sem importar que seja bem-intencionada, que pudesse comprometer a integridade desse processo", afirmou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo