Entretenimento

EUA proíbem cineasta sírio de participar do Oscar por usar passaporte falso

25/02/2017 20h28

Washington, 25 fev (EFE).- O governo dos Estados Unidos proibiu o cineasta sírio Khaled Khatib de entrar no país para estar amanhã na cerimônia do Oscar, depois que, segundo um alto funcionário do governo, que pediu anonimato, ele tentou usar um passaporte falso.

"Ele foi pego usando um passaporte obtido de maneira fraudulenta. Qualquer um deve ter um documento de viagem válido para viajar aos Estados Unidos", afirmou o funcionário neste sábado à Agência Efe.

A fonte negou que Khatib tenha sido impedido de entrar nos Estados Unidos por pertencer a uma das nações mencionadas na ordem executiva sobre imigrantes e refugiados proclamada no mês passado pelo presidente, Donald Trump, e agora bloqueada pelos tribunais.

Khatib trabalhou no documentário "Os Capacetes Brancos", produzido pelo Netflix, que retrata a crueldade da guerra civil e os resgates dos Capacetes Brancos, que operam nas zonas fora do alcance do governo.

O filme competirá na categoria de melhor documentário de curta-metragem com "Extremis", "4.1 Miles", "Joe's Violin" e "Watani: My Homeland".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo