Entretenimento

França declara tesouro nacional desenho de Da Vinci de 15 milhões de euros

10/01/2017 18h49

Paris, 10 jan (EFE).- O governo da França declarou como tesouro nacional um desenho de Leonardo da Vinci encontrado por uma família francesa em dezembro de 2016 e avaliado em 15 milhões de euros (R$ 50 milhões), com a intenção de que não seja vendido para terceiros, informou a imprensa local nesta terça-feira.

A França terá dois anos e meio para ficar com a obra desembolsando os 15 milhões de euros pedidos pelo dono do pequeno esboço do martírio de São Sebastião, desenhado entre 1478 e 1483 e cuja autenticidade foi comprovada por especialistas.

A existência do desenho de Da Vinci, que está guardado na casa de leilões francesa Talham, foi noticiada no ano passado, quando o proprietário, um médico do centro da França, foi a Paris com uma pasta sob o braço na qual guardava desenhos herdados do pai, um colecionador de livros.

Sob o título de "Miguel Ángel", a pasta escondia um esboço do martírio de São Sebastião que chamou a atenção da casa Talham. Foi então que começou uma série de verificações, que começaram com o especialista em desenhos Patrick de Bayser, que demorou pouco para detectar no material o traço da mão esquerda Da Vinci.

O achado era de importância suficiente para ser requisitada uma opinião ainda mais credenciada, por isso o material foi mostrado à maior autoridade sobre desenhos dessa época, a conservadora especialista do Metropolitan Museum of Art de Nova York, Carmen C. Bambach, que foi a Paris para examinar a obra.

A especialista também se fixou no verso do desenho, onde apareciam dois esquemas científicos, um sobre as sombras que criam uma vela e o outro sobre o efeito dos raios luminosos projetados após um obstáculo, posteriores ao desenho. Além disso, havia notas escritas da direita para a esquerda, para serem lidas com um espelho, a forma de Da Vinci escrever.

Bambach foi além e situou o desenho como um dos oito que o artista garantiu ter pintado sobre São Sebastião na coleção "Codex Atranticus", uma lista de todas suas obras.

Até então só se conheciam dois desses estudos sobre o santo morto a flechadas, um conservado no museu Bonnat de Bayonne (França) e o outro, procedente da coleção Robert-Dumesnil, no Kunsthalle de Hamburgo (Alemanha). A obra mostra o santo amarrado a uma árvore a ponto de ser atingido pelas flechas por ordem do imperador romano Diocleciano.

O desenho "alcança um ponto culminante de agitação que permite imaginar a pintura à qual este esboço deve ter servido, mas que provavelmente nunca foi pintada pelo próprio Leonardo", acrescentou a casa de leilões.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo