Entretenimento

"Back to Black" de Amy Winehouse completa 10 anos

29/10/2016 15h20

Londres, 29 out (EFE).- "Back to Black", o segundo e último álbum lançado por Amy Winehouse, completa neste domingo 10 anos, ao longo dos quais contribuiu para ressuscitar e popularizar o soul e o motown dos anos 50 e 60.

O álbum da cantora britânica marcou um antes e depois para uma nova geração de vocalistas do pop, desde Adele a Lana del Rey ou Lady Gaga, que em algumas ocasiões revestiram seu R&B com um toque "vintage".

No dia 23 de julho de 2011 foi encontrado sem vida o corpo de Amy em sua residência londrina de Camden Town, uma notícia que causou grande comoção no mundo musical, que chorou a perda de uma talentosa artista de apenas 27 anos.

No entanto, Amy tinha deixado como herança um dos trabalhos mais influentes da última década com hits como "You Know I'm No Good", "Back to Black" e "Rehab", o primeiro single do álbum.

Praticamente desconhecida para o grande público até então, a cantora saltou ao estrelato mundial com "Back to Black", mas a fama também contribuiu para episódios, às vezes públicos, de abuso de álcool e drogas e relações sentimentais tormentosas.

A autópsia realizada revelou que o corpo continha 416 miligramas de álcool por decilitro de sangue, assim como outras substâncias que a cantora mencionava em canções como "Addicted", incluída em "Back to Black".

Várias revistas especializadas destacaram esse como um dos melhores álbuns de 2006 e 2007, entre elas a "Rolling Stone", que o colocou em 20º lugar da lista dos cem melhores discos da primeira década do século XXI.

Só no Reino Unido, Amy Winehouse vendeu 3,58 milhões de cópias de "Back in Black", sendo o segundo álbum mais vendido deste século, enquanto em 2013 tinha superado o número de 12 milhões no mundo todo.

O sucesso comercial foi acompanhado pela crítica, pois a indústria musical o elevou com vários e merecidos prêmios. Amy conquistou o prêmio de melhor cantora britânica nos Brit Awards de 2007 e "Back to Black" foi finalista nesse mesmo ano do prestigiado Prêmio Mercury. Em 2008, Amy Winehouse se tornou a primeira cantora britânica a faturar cinco prêmios Grammy.

Apesar de não ter digerido bem a fama e o reconhecimento mundial, Winehouse queria fazer sua música chegar ao grande público, como ela mesma reconheceu ao explicar sua evolução do jazz ao mais popular soul.

"Estas canções são mais acessíveis que os temas de 'Frank', já que o jazz é bastante elitista. Estive escutando bandas e grupos femininos dos anos 60 e isso ficou refletido ao compor 'Back to Black'", declarou a cantora em 2006 ao jornal "The Sun".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo