Topo

Entretenimento

Primeiro álbum de Tintin será publicado em cor quase 90 anos do lançamento

Joel Saget/ AFP
01.jun.2016 - Imagem de "Tintim na América", feita por Georges Remi, mais conhecido por seu pseudônimo, Hergé Imagem: Joel Saget/ AFP

Bruxelas (Bélgica)

23/09/2016 06h41

O primeiro álbum das aventuras do célebre repórter criado por Hergé, "Tintin no país dos Sovietes", será publicado em janeiro pela primeira vez em cor, quase 90 anos seu lançamento e apenas meses antes do centenário da Revolução de Outubro.

A empresa Moulinsart, que administra os direitos de exploração da obra do belga e presidida pela viúva de Hergé, Fanny Rodwell, anunciou nesta sexta-feira que a "primeira grande história que marca o nascimento" do imortal correspondente do "Le Petit Vingtième", e que até este momento era em preto e branco e agora será em cores.

A coloração, que ficou sob responsabilidade de Michel Bareau com a assistência de Nadège Rombaux, dos estúdios Hergé, "melhora a legibilidade da história, a clareza dos desenhos e surpreende por sua modernidade, como se tratasse de um novo disco", afirmou Moulinsart em comunicado.

Esta e a primeira aventura deste imortal repórter que Georges Remi, mais conhecido por seu pseudônimo Hergé, transformou no correspondente mundial do "Le Petit Vingtième", cujos desenhos foram inicialmente publicados em 1929, e depois compiladas em um álbum no ano seguinte.

A nova edição chegará nas livrarias no dia 11 de janeiro de 2017, um dia depois do 88º aniversário do álbum e "alguns meses antes das celebrações do centenário da Revolução de Outubro", destacou a editora.

Na história em quadrinhos, hoje considerado um clássico, um jovem Hergé de apenas 21 anos começa a definir seu estilo de desenho, conhecido como "linha clara", e antecipa a dinâmica e viajante que se tornaria a marca registrada das aventuras de Tintin.
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento