Entretenimento

Darín: "É um exagero eu ser o símbolo do cinema ibero-americano"

24/07/2016 23h23

Punta del Este (Uruguai), 24 jul (EFE).- O ator argentino Ricardo Darín, que neste domingo receberá em Punta del Este o Platino de Honra da terceira festa destes prêmios, disse que era "um exagero" ele ser considerado o símbolo do cinema ibero-americano.

"É um exagero que posso agradecer de certo modo, mas não sou muito amigo de exageros. Diria que sejamos prudentes, agradeço o abraço da audiência, mas daí ser o símbolo...", disse no tapete vermelho do Centro de Convenções de Punta del Este, onde acontece a festa.

Além do Platino de Honra, Darín poderia ganhar o prêmio de melhor interpretação masculina por seu papel em "Truman" (2015), de Cesc Gay, estatueta que se encarregará de entregar sua compatriota e atriz Cecilia Roth.

Sobre este fato, Roth disse estar "tão nervosa" como os atores indicados, a quem qualificou como "amigos" e pessoas das quais gosta muito.

Além de Darín, concorrem ao Platino de melhor interpretação o chileno Alfredo Castro, por "O Clube"; o mexicano Damián Alcázar, por "Magallanes"; o argentino Guillermo Francella, por "O Clã"; e o espanhol Javier Cámara, por "Truman".

Outra das argentinas protagonistas da festa é a atriz Dolores Fonzi, indicada na categoria de melhor atriz por seu papel em "Paulina".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo